FMS e FHT se reúnem para falar sobre funcionamento de UPA

O encontro servirá para discutir funcionamento da UPA do Renascença

O auditório da Fundação Municipal de Saúde (FMS) será palco de uma reunião entre membros da Fundação Hospitalar de Teresina (FHT) e das Regionais de Saúde Centro/Norte e Sul, a partir das 10h de amanhã, 28 de maio. O encontro servirá para discutir como será o funcionamento da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), localizada no Renascença

 “As estruturas de saúde deverão funcionar como retaguarda para a UPA. Estamos nos reunindo com todos os segmentos técnicos do setor de saúde da capital para informar como serão articulados os serviços de saúde da atenção básica e hospitalar junto à UPA, que é um serviço intermediário de saúde. A UPA é de pronto-atendimento, portanto tem complexidade intermediária e é um serviço novo que todos precisam saber como funciona”, explicou a assessora especial da presidência da FHT para abertura das UPAs, Juracilia Jericó.

 As UPAs funcionam em um trabalho articulado com a rede das Unidades Básicas de Saúde (UBS), onde os pacientes poderão ficar até 24 horas e serem referenciados para os hospitais de maior complexidade, caso haja necessidade.  A estrutura da UPA é composta por sala de curativos, aerosol, sala de injeção, Raio X, eletros e laboratórios para exames de urgência.

“Estamos conversando com os diretores das Unidades Básicas de Saúde, dos hospitais, inclusive do HUT. Toda a rede pública de Teresina está sendo acionada para receber orientações da reinserção dessa unidade na rede de saúde”, pontua Juracilia Jericó.

 A expectativa é de que a UPA entre em funcionamento em agosto. Até lá, as equipes da Prefeitura estão trabalhando na conclusão do processo licitatório para a chegada dos equipamentos que ainda faltam chegar para que o atendimento possa ser realizado a contento. 

Fonte: Assessoria