FMS usará rede social para aprimorar controle da dengue em Teresina

Um dos contratos diz respeito ao enfrentamento ao mosquito

O uso das redes sociais está cada vez mais presente em nossas vidas e pode ser empregado para melhorar a vida em comunidade. Pensando nisso, o prefeito Firmino Filho assina nesta quarta-feira (03), ao meio-dia, dois contratos com a plataforma Colab, rede social de colaboração e cidadania, para aprimoramento do serviço na capital. A solenidade acontece no salão nobre da Prefeitura.

Um dos contratos diz respeito ao enfrentamento ao mosquito Aedes aegypti, que tem sido intensificado desde o ano passado. Por meio dele, os consultores do Colab serão contratados pela Fundação Municipal de Saúde (FMS) para prestar serviço de consultoria especial, por três meses, relacionado com a inteligência para o combate ao vetor.  

“Com esta consultoria, o trabalho da FMS será aprimorado e poderá dar respostas ainda mais ágeis e efetivas aos usuários da plataforma”, diz o presidente Francisco Pádua. Por meio da criação da categoria “Foco da dengue”, Teresina tem realizado o monitoramento de potenciais criadouros através das denúncias recebidas pela rede social. O trabalho permitiu um mapeamento que embasou a atuação do grupo de 160 militares que está colaborando com os agentes de endemias na capital, e foi destaque na edição de fevereiro da revista Exame.

Dessa forma, será feito o cadastramento, treinamento de equipes de comunicação e agentes de saúde, comunicação à população, relatórios de inteligência específicos diários e outros recursos. O segundo contrato trata do uso de novos recursos do Colab. A partir de agora, com os novos recursos, será permitido o uso de um ambiente de comunicação interna para atribuição de problemas para os operadores; painel de monitoramento; consultoria para gestão colaborativa; integração; análise de dados; indicadores de desempenho; acompanhamento de resultado, entre outros.

O aplicativo Colab, que está disponível para Android e iOS, nasceu como uma rede social onde a comunidade pode apontar a existência de problemas estruturais em um local. Por meio de um contrato de cooperação não remunerado, a Prefeitura de Teresina adotou a plataforma como canal de relacionamento oficial com a população no ambiente digital no ano passado.

No Monitor Colab.re, a Ouvidoria da Prefeitura de Teresina tem acesso a uma lista de fiscalizações e propostas dos usuários, acompanhadas de foto, endereço físico e link na rede social para cada problema relatado, além de visualizar comentários e curtidas de outros seguidores, bem como o número de protocolo gerado a partir de cada solicitação.

Fonte: Com informações da Prefeitura de Teresina