Focos de incêndio no Brasil disparam 340% em setembro

Situação é efeito do fenômeno La Niña, que provocou tempo seco e longa estiagem

A três dias do fim de setembro, o número de focos de incêndio no Brasil este mês já é 340% maior do que o registrado no ano passado. Segundo o Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), no mesmo período em 2009 foram apontados 11.079 focos. Até o momento, já são contabilizados 48.791 em todo o país.

Os Estados com mais registros são Goiás, Mato Grosso, Pará e Tocantins. Em Goiás, por exemplo, o número de queimadas neste mês é 1.000% maior do que o registrado em 2009. Segundo o instituto de meteorologia Somar, o grande número de focos deve-se, principalmente, ao tempo seco e à longa estiagem pela qual o país vem passando com o atraso das chuvas, por causa do fenômeno La Niña.

Mas há expectativa de que a situação se normalize nas próximas semanas com a volta das chuvas na maior parte do país. No início de outubro, elas retornam aos poucos a Goiás e Mato Grosso, mas ainda sem favorecer a agricultura. No Pará, as precipitações vão acontecer de forma fraca e isolada. A preocupação continuará no Tocantins, já que o tempo vai continuar seco e as temperaturas em elevação, com previsão do retorno das chuvas regulares somente a partir de novembro.

Fonte: R7, www.r7.com