"Foi um susto", diz caminhoneiro que levou 200 pontos após ataque de uma onça no MT

"Foi um susto", diz caminhoneiro que levou 200 pontos após ataque de uma onça no MT

Após o segundo ataque, ele ficou muito ferido e não conseguiu mais se levantar.

Há menos de um ano morando em Mato Grosso, o gaúcho Alex Eduardo Petkovicz, de 33 anos, afirmou que levou um grande susto ao se ver frente a frente com uma onça pintada na madrugada desta quarta-feira (25), na região central de Ipiranga do Norte, a 455 quilômetros de Cuiabá. "Um susto desse não dá para esquecer jamais", declarou o caminhoneiro que está internado no Hospital Regional de Sorriso, distante 420 km da capital, após ser atacado pelo animal.

Com vários ferimentos causados pelo felino, a vítima levou mais de 200 pontos na cabeça, no rosto e nos braços, mas, mesmo assim, se diz muito grato a Deus e à sua bicicleta que, segundo ele, foram responsáveis por salvá-lo das garras da onça. "Fui salvo pela bicicleta e por Deus. Ainda bem que estou vivo", comemorou o caminhoneiro, que veio do Rio Grande do Sul para o estado há 11 meses.

De acordo com a vítima, a bicicleta evitou que a onça o ferisse ainda mais, já que quando o atacou ele ficou por baixo da bicicleta, com a qual pretendia sair do armazém onde tinha deixado o caminhão e se dirigir até a residência dele. Porém, quando iria montar na bicicleta foi surpreendido pelo animal. Primeiro, ele contou que viu um vulto, parou e logo em seguida a onça pulou em cima dele.

"Depois de me arranhar, enquanto eu gritava muito, ela foi embora. Daí, quando fui me levantar para tentar escapar e quando dei dois passos para trás, a onça voltou e me atacou de novo", lembrou a vítima. Ele disse não compreender como o animal apareceu ali, pois se trata de zona urbana, além do que, segundo o caminhoneiro, o barracão é bem iluminado.

Após o segundo ataque, ele ficou muito ferido e não conseguiu mais se levantar. No entanto, os gritos dele foram ouvidos por um vizinho que foi até lá e o socorreu. Alex recebeu os primeiros socorros em um posto de saúde da cidade e depois foi encaminhado para a unidade de saúde de Sorriso. Ele avalia que se fosse uma criança teria sido fatal e fez um alerta aos moradores da cidade, já que possivelmente o animal ainda se encontra nas redondezas.

Apesar do incidente, o caminhoneiro frisou que não pretende se mudar de Mato Grosso e nem de Ipiranga do Norte. "Não é por causa de um animal desses que vou me mudar daqui", disse. A Polícia Militar do município informou ter visto o rastro da onça e de dois filhotes que provavelmente são filhotes dela. Mas o animal ainda não foi capturado.

Fonte: G1