Força de Segurança intensifica desmonte de organizações criminosas

Operações policiais registram apreensão de quase 700 armas

A Força Estadual de Segurança no Piauí reforça estratégia de inteligência para intensificar o combate ostensivo ao crime, utilizando-se como uma das frentes de trabalho o enfrentamento ao tráfico de entorpecentes, apreensão de armas e o desmonte de organizações criminosas. O setor de Estatística da Polícia Civil já contabiliza um aumento de 25% de apreensão de drogas, e a Polícia Militar registra aumento de 6% de apreensão de armas nos primeiros quatro meses de 2016, em relação a 2015. Cerca de 700 armas foram apreendidas.

As ações envolvem as Polícias Militar e Civil, além do apoio da Polícia Rodoviária Federal em operações que se espalham em Teresina e pelo interior do Estado, envolvendo, inclusive, vigilância policial de fronteira. Nos primeiros quatro meses do ano, 233 armas de fogo foram apreendidas pela Policia Civil: 62 em janeiro, 43 em fevereiro, 77 em março e outras 51 em abril.

Os números registrados pela Polícia Militar também são emblemáticos.  Nos quatro primeiros meses deste ano, 460 armas foram apreendidas, contra 432 no ano passado, o que resulta em um aumento de 6%. Para os operadores da força de segurança, isso é resultado de uma estratégia que vem sendo aprimorada a cada momento para fazer frente à criminalidade. São quase 700 armas apreendidas nos meses iniciais de 2016.

Relação perigosa: tráfico de drogas, armas e mortes – Em uma das últimas operações efetivadas pela Polícia Civil, no último dia 19, em uma ação planejada pela Delegacia de Fronteiras e realizada em conjunto com a Polícia Militar do Piauí, três pessoas foram presas com nove armas de fogo, entre espingardas e revólveres, algumas destas com numeração raspada, e cerca de 100 munições. Também foram encontrados itens, como bala-clava e coletes. A ação visa o combate a roubos locais na região fronteiriça.

De acordo com a Secretaria de Estado da Segurança Pública, o tráfico de drogas está diretamente relacionado com a comercialização de armas e os homicídios registrados no Piauí. Os números registrados pela Polícia Civil apontam que, apenas no primeiro quadrimestre deste ano, 24.901,11 kg de maconha e 47.748,91 kg de cocaína foram apreendidos. A atuação rendeu a prisão de 2.012 pessoas, além da apreensão de 23 armas de fogo, 21 motocicletas, 16 carros e R$ 55.481,45 em dinheiro.


Fonte: Com informações do Portal do Governo