Fotos de Dieckmann foram feitas para intimidade do casal

Fotos de Dieckmann foram feitas para intimidade do casal

Segundo a polícia, 36 fotos em que a atriz aparece nua vazaram na internet.

O advogado Antonio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, disse, no início da tarde desta segunda-feira (7), que as fotos da atriz Carolina Dieckmann nua que vazaram na internet foram tiradas para intimidade dela e do marido, o diretor Tiago Worcman. Por volta das 14h40, a atriz continuava na Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI), no Centro do Rio.

Segundo a polícia, 36 fotos em que a atriz aparece nua vazaram na internet.

?Ela é uma pessoa que tem direito à intimidade. As fotos foram tiradas para intimidade do casal, ela e o Thiago (Worcman), que está aqui agora em depoimento?, declaou ele.

Kakay disse que já notificou o Google para impedir que as pessoas busquem na internet as fotos: "Tenho a convicção de que chegaremos aos autores do crime. Desde o primeiro momento, a Carolina entrou em contato com as autoridades de segurança, para acompanhar o caso. Eles tentaram armar um flagrante, mas sem sucesso. Estamos em contato com os advogados do Google para evitar que seja possível acessar as fotos", disse o advogado.

Ainda de acordo com o advogado, o depoimento da atriz durou mai s de duas horas. Carolina permanece na delegacia com o marido acompanhando o caso. Kakay disse, ainda,que um técnico de informática também esteve na delegacia, a pedido da atriz, para operar o computador dela. "Ela está agindo com muita dignidade ao trazer isso tudo à tona", disse ele.

Ao RJTV, o advogado afirmou também que o dois sites pornográficos que publicaram as imagens, hospedados em Londres, já tiraram os links com as fotos do ar. Procurada pelo G1, a assessoria do Google Brasil informou que não se pronuncia sobre casos específicos.

Carolina chegou à delegacia, pouco depois das 9h, com o marido, o diretor Tiago Worcman, e com o advogado em um Range Rover branco. O diretor também é ouvido pela polícia. A atriz recebeu e-mails exigindo R$ 10 mil para que as fotos não fossem publicadas.

A atriz não falou com a imprensa ao chegar. Ela suspeita que as fotos tenham sido copiadas de seu computador, que dias antes tinha sido levado a uma loja para conserto. As imagens foram postadas sexta-feira (4) e replicadas em outros sites no Brasil, além de jornais.

O depoimento atraiu curiosos e alunos de uma escola vizinha para a porta da delegacia.

Fonte: G1