Franquias encontram em Teresina novas oportunidades de mercado

Empreendedores locais estão também apostando no franqueamento

Crise? Não para o setor de franquias em Teresina. A capital tem sido alvo de marcas mundiais e nacionais, que buscam novas oportunidades de mercado em um ambiente com plena efervescência econômica. E os empreendedores locais também estão apostando no franqueamento, buscando a expansão das próprias marcas.

Em Teresina, Fernando Boa Ventura, empresário do ramo de clínicas, encontrou no franqueamento uma saída para expandir o negócio. “Depois de 10 anos de experiência de mercado, a gente sentiu a necessidade de expandir. Seria muito complicado abrir outra empresa, porque a primeira já me tomava muito tempo. A partir daí pensei em capacitar profissionais para desenvolver a ideia, o que foi ponto-chave”, conta.

“Eu não teria como tomar conta de mais uma empresa, então busquei empreendedores que pudessem captar nossa experiência e desenvolver um trabalho de qualidade. Fiz uma consultoria com uma empresa especializada em franquias, e criamos manuais do franqueado e franqueador, além de planilhas de disponibilidade financeira, além da formatação da franquia, com os tipos de serviços e valores”, acrescenta Boa Ventura.


Para Fernando, o processo de franqueamento consolida o sucesso da empresa matriz. “Queríamos algo que desse retorno financeiro e credibilidade ao produto. Temos uma logística estabelecida. Damos o suporte técnico, administrativo, contábil, jurídico, marketing, tudo para que o franqueado esteja amparado”, avalia.

E os planos para o crescimento da marca na capital estão direcionados aos bairros menores, ao contrário da óbvia procura por bairros da zona Leste e Centro. “Eu vejo os bairros pequenos com bastante otimismo. O Dirceu, por exemplo, tem uma população grande e um mercado favorável. Existem muitas localidades que poderiam abarcar até duas clínicas como a nossa”, afirma o empresário.

A expectativa é que a clínica de Teresina possa se tornar uma marca nacional. “Queremos crescer cada vez mais, com um suporte de melhor qualidade. Queremos começar com Teresina, depois pelo Piauí, depois também para outros Estados. Queremos empresários com um perfil que procuramos, através de uma análise do candidato ao negócio”, revela Fernando Boa Ventura.


Repórter: Lucrécio Arrais

Fonte: Lucrécio Arrais