Funasa abre concurso com salários de até R$ 8,4 mil; confira dicas

A Fundação Nacional da Saúde (Funasa) lançou, ontem (15/9), novo concurso público para provimento de 336 vagas de nível superior, em diversas áreas.

A Fundação Nacional da Saúde (Funasa) lançou, ontem (15/9), novo concurso público para provimento de 336 vagas de nível superior, em diversas áreas. Para ajudar os concurseiros na hora dos estudos, o Correio conversou com o professor de legislação aplicada ao SUS Dackson Soares, do IMP Concursos. O conhecimento da disciplina, de acordo com o especialista, pode ser o grande diferencial na hora da aprovação no certame. O Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (Cespe/UnB) é a banca organizadora.

De acordo com Soares, é imprescindível que o candidato estude os princípios constitucionais do SUS, além de ter conhecimento sobre vigilância epidemiológica e sanitária. ?Ele também precisa conhecer a composição e a competência de conselhos e conferências de saúde?, alerta. Outra dica é dar atenção à interdisciplinaridade entre as esferas do governo, visto que as competências do SUS são da alçada de diversos órgãos federais.

Sobre a banca escolhida para a realização do certame, o especialista garante que não há com o que se preocupar. ?O Cespe tem muita experiência nesse tipo de legislação, não é primeira vez que cai em concursos dessa área?, avalia. Segundo Soares, a organizadora é conhecida por fazer perguntas reunindo informações das duas leis previstas no edital (nº 8.080/1990 e nº 8.142/1990).

Para o professor, há tempo suficiente para uma boa preparação até a data da prova, prevista para o dia 24 de novembro. ?Até porque o concurseiro já tem um bom conhecimento das matérias básicas, o momento é de estudar as específicas?, destaca. ?Nos últimos concursos, disciplinas como essa tem, certamente, feito a diferença para a aprovação do candidato?, acredita. A recomendação final de Soares é que o concurseiro resolva o maior número de exercícios possíveis, assim ele poderá ver na prática a forma de aplicação dos conteúdos que serão exigidos.

O certame

As oportunidades, temporárias, são para engenharia de saúde pública, em três especialidades. A primeira, com 264 chances, exige graduação em engenharia civil, sanitária ou sanitária e ambiental para concorrer. A remuneração é de R$ 8,3 mil em jornada de 40 horas por semana de trabalho. Já à segunda podem concorrer graduados em geologia. O salário é de R$ 6,1 mil. A terceira é em administração, economia e ciências contábeis. O vencimento é o mesmo da segunda especialidade. Cinco por cento das vagas são destinadas a candidatos com deficiência.

Na seleção, haverá prova objetiva, de caráter classificatório e eliminatório, na data provável de 24 de novembro, em todas as 26 capitais brasileiras e no Distrito Federal. Interessados poderão se inscrever entre 23 de setembro e 7 de outubro, pelo site da banca ( http://www.cespe.unb.br/concursos/funasa_13 ). A taxa custa R$ 70. Segundo o edital, a duração do contrato será de acordo com a Lei nº 8.745/1993, ou seja, um ano, com possibilidade de prorrogação até o limite máximo de cinco anos.

Fonte: Correio Web