Funcionários da Caixa Econômica se mobilizam contra privatização

Arimatéia Passos, presidente do sindicato dos bancários, garante que a mobilização é contra a proposta de privatização da Caixa e que se isso ocorrer os programas sociais do propostos pelo o governo.

CONFIRA A REPORTAGEM COMPLETA NA EDIÇÃO DESTA QUARTA-FEIRA (28) DO JORNAL MEIO NORTE

Com caixa de som, panfletagem e a palavra de ordem “Queremos a Caixa 100% pública”, que os funcionários da Caixa Econômica Federal se mobilizaram, na manhã desta terça-feira, 27, em plena Praça Rio Branco, no centro de Teresina, contra a privatização da empresa pública.

Após o anúncio de abertura do Capital Social da Caixa Econômica Federal, no final do ano passado, que os Sindicatos dos Bancários do país, inclusive, do Piauí, se mobilizaram com funcionários, contra o governo federal, para evitar a privatização da Caixa e defendem ainda que a empresa seja, de fato, totalmente pública.

Arimatéia Passos, presidente do sindicato dos bancários, garante que a mobilização é contra a proposta de privatização da Caixa e que se isso ocorrer os programas sociais do propostos pelo o governo federal, com foco na população carente, estão comprometidos.

“A mobilização é contra a privatização da Caixa Econômica Federal, que hoje é considerado principal banco público do país, principalmente, por centrar serviços como os programas “Bolsa Família”, “Minha Casa, Minha Vida”, “Fies”, “Administração do Fundo de Garantia” e outros, se houver privatização, sem dúvidas comprometerá os programas sociais. Por isso estamos aqui repudiando a abertura do Capital Social da Caixa”, explica Arimatéia Passos.

O presidente do Sindicato dos Bancários do Piauí afirma que os principais prejudicados serão a população carente e os funcionários que devem ser remanejados de suas funções.

Fonte: Márcia Gabriele