Fundação Municipal de Saúde vai à comunidade alertar sobre doença

O objetivo é aproximar a população do combate aos focos

Na manhã de ontem, a Fundação Municipal de Saúde (FMS) realizou atividade de conscientização na Escola Municipal Elias Ximenes Pedro Júnior, Bairro Nova Teresina, zona Norte de Teresina. O objetivo é aproximar a população do combate aos focos do mosquito Aedes aegypti, além de esclarece dúvidas acerca destas enfermidades.

Com palestras e material educativo, uma equipe composta por servidores da Fundação esteve presente na escola, que também recebeu outras secretarias da Prefeitura Municipal de Teresina, como a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (SEMAM) e a Secretaria Municipal do Trabalho, Cidadania e de Assistência Social (SEMTCAS).

Segundo Maria Júlia Rocha Santos, coordenadora de educação e saúde da FMS, é necessário saber diferenciar as viroses que estão tão em voga: dengue, chikungunya e Zika. “A dengue, com uma forma hemorrágica, é a mais letal.

Já a chikungunya se caracteriza por dores intensas nas articulações, e pode, inclusive, deixar sequelas irreversíveis para o resto da vida. O Zika vírus também, que é a novidade, que até então não havíamos confirmado casos em laboratório, foi diagnosticada no Brasil. As três são transmitidas pelo mesmo mosquito”, explica.

Sobre o Zika vírus, a coordenadora destaca um cuidado especial, pois esta virose tem chances de se disseminar. “O Zika vírus está se espalhando por todo o Brasil, e os casos notificados apontam isso”, considera. Ao todo, foram notificados 16 casos, sendo metade dos doentes na Bahia e a outra metade no Rio Grande do Norte.

Maria Júlia também ressalta a importância de um trabalho preventivo, eliminando focos do mosquito Aedes aegypti, que são locais que acumulam água parada e limpa. “É extremamente importante despertarmos nos teresinenses o espírito de colaboração para que juntos possamos eliminar os focos do mosquito”, finaliza.

Fonte: Lucrécio Arrais e Lindalva Miranda