Furei sinal por medo, diz indiciado por matar esposa grávida em SP

O vendedor Landerson Correa foi indiciado por homicídio culposo.

Indiciado por homicídio culposo (sem intenção de matar) pela morte da mulher grávida em uma batida de carro, o vendedor Landerson Correa Rodrigues, 37 anos, disse que passou no sinal vermelho em um cruzamento na zona sul da capital porque ficou com medo de ficar parado no semáforo na madrugada do dia 1º de janeiro.



"Eu não vou ficar parado na madrugada no farol esperando acontecer uma tragédia, talvez um assalto, um cara se desesperar, dar um tiro. Então, você fica meio que numa sinuca de bico", afirmou Rodrigues em entrevista exibida ontem pelo "Fantástico", da TV Globo.

O acidente matou Lilian Maria dos Santos, 30 anos, que estava grávida de 32 semanas.

O parto foi feito, mas o bebê não resistiu.

"Cometi um erro e estou pagando esse preço aí", disse o vendedor, que negou ter bebido.

"Não precisa de um juiz me condenar. Tenho ela (culpa) comigo. Vou carregar ela até que dia? Até eu morrer."

Fonte: Agora