Garotas são obrigadas a se beijar em palestra sobre bullyng na escola

Já os garotos tiveram lições de como identificar promíscuas pelas roupas que usam

Uma escola de Nova York teria orientado duas estudantes a se beijar durante uma palestra sobre bullyng, acordo com o canal norte-americano Fox News nesta quinta-feira (25). Pais das alunas da Linden Avenue Middle School ficaram chocados com o pedido. Eles contaram que na palestra foi dito que é normal garotas de 14 anos fazerem sexo.

Mandy Coon, mãe de uma das alunas, ficou furiosa.

? Quem disse que alguém tem o direito de dizer a minha filha que está tudo bem fazer sexo?

Coon disse que sua filha ficou aflita durante a apresentação e não entendeu porque foi obrigada a beijar outra garota.

? Ela me disse: "Agora eu vou ser chamada de lésbica porque tive que pedir a outra garota para que me beijasse".

De acordo com a mãe, a escola teria dito que a palestra tinha como objetivo exemplificar limites.

? Eles também pegaram duas garotas que teriam que fingir serem lésbicas em um passeio.

Já em relação aos garotos, os pais disseram que eles aprenderam a colocar preservativos masculinos e "detectar se a garota é vagabunda".

Uma mão que pediu para não se identificar disse ao jornal local Poughkeepsie de Nova York disse que os garotos foram ensinados a identificar uma mulher promíscua a partir das roupas que ela veste ou quantidade de garotos que ela marca encontros.

Segundo a Fox News, a escola vai continuar com as palestras. Segundo o superintendente da instituição, Paul Finch, a aula tinha como foco "melhorar a cultura, o relacionamento, a comunicação e a percepção dos alunos".

Fonte: R7, www.r7.com