Garoto de 13 anos tenta fazer bomba com receita da internet e explosão queima mão e rosto

O adolescente está internado na ala de queimados do Hospital Estadual de Bauru

Uma experiência aparentemente inofensiva provocou queimaduras de segundo grau em um adolescente de 13 anos em Bauru (SP). Ele pretendia fazer uma bomba de fumaça seguindo uma receita que encontrou na internet, mas o experimento não deu certo e gerou uma explosão. A avó da criança, Firmina Soares da Silva, conta que a explosão ocorreu na cozinha, quando o menino acendeu o fogão e misturou em uma panela açúcar, salitre e bicarbonato de sódio. No entanto, a panela explodiu e o menino foi atingido.

 Para os parentes, o garoto afirmou que a ideia com a experienca era produzir uma bomba de fumaça. “Ele pegou a receita na internet e nós não sabíamos de nada. Disse que ia fazer a primeira experiência em casa e depois em outros lugares, mas não deu certo”, conta o tio do menino, Marcos Augusto de Freitas.

Ele foi socorrido no hospital com queimaduras no rosto e nas mãos. “Eu estava indo tomar banho quando ouvi a explosão na cozinha. Ele me chamou e eu não sabia o que fazer. Os vizinhos que vieram socorrer porque ele dizia que não conseguia enxergar”, lembra a avó.

O adolescente está internado na ala de queimados do Hospital Estadual de Bauru e deve receber alta até o fim da semana, se o tratamento continuar evoluindo. Segundo os médicos, ele pode ficar com algumas marcas permanentes das queimaduras.

Efeito químico
Segundo um professor de química de uma universidade de Bauru, a mistura de salitre, açúcar e bicarbonato de sódio leva a uma combinação explosiva. “A mistura desses componentes gera uma reação em cadeia com uma grande quantidade de calor, o que é realmente explosivo”, explica Herbert Duchatsch Johansen.

 O especialista afirma ainda que outros produtos utilizados pelas donas de casa também precisam ficar bem longe das crianças pra evitar acidentes. “Entre eles estão o permanganato de potássio, que é utilizado para curar feridas da catapora e também glicerina, que algumas pessoas têm em casa. A mistura desses componentes gera uma reação incompatível e inflamável. Também a soda cáustica, que em solução gasosa queima as vias nasais”, afirma Herbert.

O Corpo de Bombeiros também alerta os pais com relação às experiências que são ensinadas na escola e também na internet podem apresentar risco quando feitas em casa. “As crianças tentam repetir a experiência dentro da casa e sem a orientação de adulto. Para que tudo ocorra em segurança, é essencial o acompanhamento de um adulto” , ressalta o tenente dos bombeiros, Eduardo de Souza Costa.

Fonte: G1