Gatinha de duas cabeças morre e dona põe corpo no congelador

A dona do filhote, Rita de Cássia de Albuquerque, de 46 anos, está inconsolável.

Carinhosamente apelidada de ?Dupla Face?, a gatinha de duas cabeças que foi adotada por uma diarista do bairro Galo Branco, em São Gonçalo, morreu na noite de sábado. A dona do filhote, Rita de Cássia de Albuquerque, de 46 anos, está inconsolável.

- Minha filha viu que ela não estava respirando e falou comigo. Eu estava no telefone e larguei tudo na hora. Fiquei tão desesperada que tentei fazer massagem cardíaca, mas não deu certo - relata Rita, que agora espera conseguir enterrar a gatinha: - Eu coloquei o corpinho dela no pote de sorvete e depois no congelador. Não consigo nem entrar na cozinha. Eu não quero jogá-la fora nem deixá-la no lixão. E não tenho dinheiro para enterrar.

Rita de Cássia era dona de duas gatas já adultas, e agora cuida de Mel e de quatro filhotinhos (a mãe e os irmãos de Dupla Face). A gatinha chamou a atenção por ser diferente - tinha três olhos, dois focinhos e apenas uma boca -, mas essa condição não impediu que a diarista amasse o bichinho, ao contrário.

- Eu não podia rejeitá-la, era uma vida. Tenho dois sobrinhos especiais e minha filha, quando nasceu, tinha uma doença hemolítica e corria o risco de ter paralisia, mas nem por isso deixei ou deixaria de amá-los - reforça Rita.





Fonte: Extra