General Motors quer 7 novidades para o mercado do Brasil em 2012

Haverá sete novidades da GM em 2012, confirmou um executivo da montadora

Duas coisas são certas na GM do Brasil: não haverá mais lançamentos em 2011 -- o último foi o Cobalt, apresentado há menos de uma semana. A afirmação foi feita pelo vice-presidente Marcos Munhoz, durante conversa com jornalistas que aguardavam para testar o novo sedã da marca na pista de Cruz Alta, em Indaiatuba (SP). Logo em seguida, o executivo divulgou aquela que é a segunda certeza: haverá sete novidades em 2012.



Qualquer palavra além dessas duas assertivas entra no campo das especulações, mas ainda assim podemos mesclar algumas informações para traçar um panorama sobre o futuro da GM. Fato: a marca determinou que o próximo ano serviria de prazo final para a renovação de seu portfólio no país. Assim, até dezembro de 2012 a Chevrolet deverá exibir os substitutos para seus carros de entrada (o hatch Celta e o sedã Prisma), para o segmento compacto (Corsa), para a linha familiar (Meriva e Zafira) e para seus atuais utilitários médios (S10 e Blazer).

A quantidade de picapes camufladas avistadas em diversas cidades do país levam a crer que a estreia da Colorado está próxima. Na mesma conversa com a imprensa, porém num tom mais informal, Munhoz deixou no ar a informação de que, pelo menos a princípio, esta nova picape não mataria a S10. Mas em momento algum deixou escapar qualquer dica sobre a chegada do SUV que vai aposentar a Blazer.



Outra barbada é a chegada do Cobalt automático, que deve estar nas lojas em algum momento a partir de março (segundo trimestre) com a dupla câmbio de seis velocidades/motor 1.8 Econoflex. Embora o carro não seja inédito, a mudança de equipamento é o suficiente para ser considerado pela marca como novidade.

A versão hatch do médio Cruze também está perto do país, a ponto de muita gente do setor ter acreditado que ele chegaria ainda em 2010. Assim, o substituto formal do Vectra GT (já morto) seria a terceira atração da marca em 2012.

O chamado projeto PM7, que dará origem a um novo monovolume de cinco (para tomar o espaço da Meriva) e sete lugares (da Zafira), já foi avistado sob camuflagem em algumas ocasiões e pode ser mais um lançamento do próximo ano. O mesmo pode ser dito do projeto Onix, que substituirá Celta e Prisma como modelos de entrada da linha GM.

Há ainda a expectativa de que o Aveo (ou Sonic em alguns mercados) chegue para ocupar a vaga do Corsa. Embora hatch e sedã do Aveo sejam realidade nos mercados americano, europeu e asiático, esta é a substituição menos pronunciada até o momento, mas sua inclusão ajudaria a zerar a conta da defasagem da linha Chevrolet no Brasil.



Fonte: UOL