Portal meionorte.com BETA

MENU
••• atualizado em 19 de Fevereiro de 2012 às 16:32

Cantor sertanejo de 27 anos morre ao levar descarga elétrica durante baile de carnaval

André Moura
PUBLICADO POR

André Moura


Repórter
Cantor sertanejo de 27 anos morre ao levar descarga elétrica durante baile de carnaval
Ênio Júnior morreu ao levar uma descarga elétrica em Foto: Divulgação
Compartilhar:

O cantor sertanejo Ênio Knak Júnior, de 27 anos, morreu na madrugada deste domingo (19) após sofrer uma descarga elétrica durante um show em Santo Ângelo, na Região das Missões, no Rio Grande do Sul. A dupla Júnior e Marcel se apresentava no Clube Gaúcho, em um baile de carnaval.

Socorrido, Ênio foi levado ao Hospital de Santo Ângelo, mas morreu no local. Após o acidente, a Polícia Civil isolou o clube, que encerrou a programação para o feriado. O corpo está sendo analisado pelo Instituto Médico Legal de Ijuí. ?O local foi isolado para a perícia técnica. Segundo informações dos médicos que o atenderam, ele sofreu uma descarga elétrica?, disse o delegado Rogério Junges, responsável pelo caso.

Ênio Júnior se apresentava ao lado do irmão Marcel, de 24 anos. O pai e empresário da dupla, Ênio Knak, de 54 anos, disse que ainda não se sabe o que causou a descarga elétrica, mas, para ele, a casa de shows não tem responsabilidade. ?O Clube Gaúcho sempre nos atendeu muito bem e não tem culpa. Ninguém tem culpa. Foi uma fatalidade?, disse Knak.

Segundo o pai, Júnior desmaiou durante o show. Ele chegou a ser hospitalizado, mas os médicos não conseguiram reanimá-lo. ?Estávamos no palco eu, ele e o irmão dele no momento do incidente. Imediatamente paramos o show e tentamos socorrê-lo. Tentamos reanimá-lo no clube e depois, no Pronto Socorro de Santo Ângelo, mas não conseguimos.?

O local do sepultamento ainda não está confirmado, nem o horário. A família tenta marcá-lo para as 10h desta segunda-feira (20) no Cemitério Municipal de Santa Cruz do Sul.

Nascido em Santa Cruz do Sul, Júnior era músico havia 17 anos. Antes de formarem a dupla, ele e o irmão Marcel pertenciam ao grupo Ghermânia, bastante famoso na região. Arrasado com a morte do filho, o pai diz que a dupla, apadrinhada pelo cantor Frank Aguiar, vivia um bom momento. ?Eles estavam fazendo shows no Brasil inteiro. Por dois anos, tocaram em todas as corridas da Fórmula-Truck. Podia-se dizer que estavam decolando?, lamentou.

COMUNICAR ERRO

Comunique à Redação erros de português, informação ou técnicos encontrados nesta página:

  • Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente ao Portal Meio Norte
157789,noticias

Manchetes em destaque

ver todas as manchetes
Exibir em:

AKICOMPRO

Redes Sociais