Parada da Diversidade tem apoio da Sasc

Parada da Diversidade tem apoio da Sasc

31/08/2007 - 11:12

Tem o apoio do Governo do Estado, através da Secretaria de Assistência Social e Cidadania, a VI Parada da Diversidade, que acontece nesta sexta-feira, 31. A parada sai da Praça da Bandeira, às 16h, percorre as ruas Rui Barbosa, Paissandu, Frei Serafim e Coelho de Resende e segue até a Praça Pedro II, onde tem encerramento em grande estilo com o Show da Diversidade, contando com a participação de artistas locais.

A Parada da Diversidade é uma promoção do Grupo Matizes, que luta pela livre expressão sexual, e está realizando, desde o último dia 26, a III Semana do Orgulho de Ser. A programação do evento reúne discussões sobre lesbianidade e negritude, preconceitos no cotidiano escolar, família e homossexualidade, amor entre os iguais no ambiente de trabalho, além de questões relacionadas à saúde, direitos humanos, turismo, segurança pública e cultura, entre outros temas. A programação inclui, ainda, shows musicais e apresentação de teatro.

Entre os palestrantes da III Semana do Orgulho, estavam os professores doutores Francisco de Oliveira Barros e Fabiano Gontijo, da Universidade Federal do Piauí, e o professor doutor Fabiano Gontijo, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Outros profissionais e especialistas também proferiram palestra durante a semana, como a delegada geral da Polícia Civil do Piauí, Hildete Evangelista Leal. As atividades, entre palestras, oficinas, mostras de filmes, shows musicais, teatro, seminários, debates e lançamento de livro foram desenvolvidas em diversos pontos da cidade.

O Grupo Matizes contou com o apoio de diversas instituições, além da Sasc. Colaboraram para realização do evento a Universidade Federal do Piauí, Universidade Estadual, Faculdades Santo Agostinho e São Camilo, FM Cultura, Secretaria Municipal de Educação e Cultura, Secretaria Municipal do Trabalho, Cidadania e Assistência Social, Prefeitura de Timon, Fundação Municipal de Saúde, Centro de Educação Tecnológica do Piauí, Secretaria Especial de Direitos Humanos, Ministério da Saúde e Delegacia Regional do Trabalho.

FONTE: CCOM
TÓPICOS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

ver mais+

DEIXE SEU COMENTÁRIO

voltar para o topo