Vírus da Aids e Sífilis continua sendo ameaça para a população picoense

Vírus da Aids e Sífilis continua sendo ameaça para a população picoense

31/08/2007 - 09:41

O índice de doenças sexualmente transmissíveis continua aumentando em todo o Brasil. O que mais ameaça a população são os vírus HIV, Sífilis e doenças como as hepatites B e C. O médico infectologista do Centro de Testagem e Aconselhamento - CTA, da Secretaria Municipal de Saúde, José Natan Macedo disse que muitos dos portadores não sabem que portam as doenças, pelo fato de não apresentarem as características que definem os sintomas.

Quem mais procura o Centro de Testagem, conforme enfatizou o médico infectologista são as mulheres grávidas que realizam os exames pré-natais exigidos pelo Ministério da Saúde. Ele frisou que é mais seguro para a mulher fazer o exame antes da gravidez, no entanto, se isso não acontecer a mesma deve fazê-lo até o 4º mês de gestação, e se tiver contraído a Aids inicia imediatamente o uso da medicação adequada. Se comprovado que a mãe é um soro positivo, ela não pode amamentar a criança. José Natan comentou que o Hospital Regional Justino Luz dispõe de estrutura para realizar partos em mães portadoras do vírus HIV, e dispõe também de medicação tanto para o bebê quanto para mãe.

José Natan reiterou que as pessoas não usam preservativo como deveria, e salientou que até os casais devem se prevenir, pois se houver sexo fora do casamento, isso acarreta em risco para a transmissão de doenças sexualmente transmissíveis. Ao ser constatado que o paciente adquiriu o vírus da aids, este é acompanhamento por uma equipe médica que envolve um médico, um psicólogo, um enfermeiro e um assistente social.

FONTE: Grande Rede
TÓPICOS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

ver mais+

DEIXE SEU COMENTÁRIO

voltar para o topo