Governador apoia projeto visando ampliar à extração do ferro no PI

A meta do projeto é extrair minério de ferro a seco

Governador Wellington Dias se reuniu, no Karnak, com o presidente da SRN Mineradora, Marcelo Prado, e com o secretário de mineração, Luiz Coelho, e secretário de Planejamento, Antônio Neto, para discutir o projeto apresentado  para facilitar e ampliar a extração do minério de ferro na cidade de São Raimundo Nonato, Fartura do Piauí e Dirceu Arcoverde.

Conforme o governador, tanto o Governo Federal como o Estadual estão interessados em conceder recursos voltados para o desenvolvimento do setor da mineração. “Estamos trabalhando para garantir que projetos com o da SNR Mineração sejam prioridades da nossa gestão. Sabemos que o Piauí precisar focar em estudos que possam viabilizar uma melhor extração de minérios, produção e energia e outros elementos importante para o desenvolvimento da economia de um Estado.”E concluiu “Nosso objetivo ao apoiar esse projeto é agregar valor ao Piauí e também fazer com que a região Nordeste  consiga ser destaque na produção desse minério”, disse.

De acordo com o presidente da SRN Mineração, Marcelo Prado, a meta do projeto é extrair minério de ferro a seco em São Raimundo Nonato e regiões adjacentes. “Nossa empresa desenvolve estudos voltados para viabilizar economicamente projetos ligados a mineração. Somos a primeira mineradora, com tecnologia inovadora, com rota inteiramente a seco no Brasil, portanto, nosso projeto foi totalmente aceito por Wellington Dias, até porque essas regiões são carentes de água”. Em relação aos incentivos concedidos pelo governo estadual, o presidente disse que “Após o aprovação do projeto pelo governador, nosso foco agora é ampliá-lo no sentido de facilitar a captação desse importante recursos para que ele saia do papel”.

Para o secretário de mineração, Luiz Coelho, a grande novidade desse projeto é o fato do ferro poder ser retirado do solo a seco, isto é, sem uso de água. “Esse será um grande salto visto que não haverá necessidade de criarmos barragens de dejetos. Novidades como essa, que vem de encontro com a sustentabilidades, são prioridades  da nossa gestão”. Coelho afirmou que a secretaria dará “todo o suporte necessário, através de apoio fiscal, logístico dentre outros fatores importantes, para que o projeto seja posto em prática o mais rápido possível”.

Fonte: Com informações do Portal do Governo