Governador garante vinda montadora de máquinas agrícolas para o PI

O investimento inicial está previsto em R$ 30 milhões

O governador Wellington Dias esteve no município de Içara, em Santa Catarina, na última sexta-feira (01), onde firmou protocolo de instalação de uma montadora de máquinas agrícolas no Piauí.

O Grupo Budny montará em Campo Maior (PI) uma fábrica de pequenos tratores para a agricultura familiar. O investimento inicial está previsto em R$ 30 milhões, com geração de 200 empregos diretos. Além de fornecer maquinário para o mercado interno, aproveitando a vocação do Piauí para a agricultura familiar, a empresa deve se aproveitar da posição geográfica estratégica para atingir novos mercados.

"O Piauí está localizado no Nordeste, entre o norte e Centro Oeste. Temos nesta região uma tradição da agricultura familiar, mas boa parte ainda trabalha com a enxada. Temos programas de incentivo a qualificação e uso de tecnologias modernas para ampliar produção e renda. E vamos aperfeiçoar para um programa de atração da indústria de tratores e implementos agrícolas", destacou o governador Wellington Dias.

A Budny produz kits com mini trator, roçadeira e arador a um custo de R$ 30 mil. Fabrica tratores de 25 a 105 cavalos e seus implementos. O maior trator custa cerca de R$ 150 mil. A marca produz também um modelo de patrol vendido por R$ 200 mil.

A diretoria da empresa vem estudando a expansão para o Piauí há 2 anos. Agora com o protocolo, as partes assumiram suas obrigações e a meta até 2018 é alcançar o objetivo traçado:  tratores e equipamentos do Piauí para o Nordeste, Norte e Centro Oeste do Brasil.

"Em trinta dias vamos apresentar nosso cronograma. Começamos abrindo uma pessoa jurídica e iniciamos pela montadora até a fábrica", disse Carlos Budny, diretor da empresa.

A prefeitura de Campo Maior liberou para a empresa uma área de 13 hectares, próximo à BR 343 e a subestação de energia. O governo garantiu os incentivos fiscais.

"A Budny já vende produtos de Santa Catarina para o Piauí. Agora queremos a produção no Piauí", disse o prefeito de Campo maior, Paulo Martins.


Fonte: Portal Meio Norte