Governador participa de Encontro Estadual de Planejamento

O objetivo do encontro foi avaliar os resultados alcançados pela empresa no ano passado e planejar as ações da companhia para os próximos anos

O governador Wellington Dias participou, na manhã desta quarta-feira (17), no Rio Poty Hotel, do Encontro Estadual de Planejamento, promovido pela Agespisa. O objetivo do encontro foi avaliar os resultados alcançados pela empresa no ano passado e planejar as ações da companhia para os próximos anos. Participaram do encontro todos os chefes de escritório de Teresina e do interior, além de gerentes e assessores da Agespisa.

Segundo Merlong Solano, essa é uma oportunidade ímpar para avaliar e discutir a qualidade na prestação de serviços oferecidos pela empresa ao longo dos últimos anos. ?Vamos fazer hoje uma avaliação do governo e os avanços implementados pela empresa ao longo dos últimos sete anos. Além disso, vamos identificar os problemas que ainda existem, mas, sobretudo, traçar estratégias para resolver e deixar um legado de contribuição para as futuras administrações?, comentou.

Merlong cita o ponto de vista financeiro como um dos principais avanços. ?O déficit da empresa vem caindo ano a ano. Enquanto pegamos uma Agespisa com mais de R$ 100 milhões de dívida, esperamos fechar 2010 com a empresa equilibrada. Isso vai permitir iniciar 2011 com a capacidade de investimento da empresa e passar para o segundo passo que é se ajustar à Lei 11.445?, disse. A Lei, a qual se refere Merlong, exige um planejamento participativo, descentralização da empresa, aumentar o número de gerências regionais, além de fortalecer e ajustar para os 11 territórios de desenvolvimento do Estado. Merlong conta que atualmente existem apenas sete gerências.

Wellington Dias lembrou no encontro do tempo em que o governo pensou, inclusive, em fechar a empresa. ?A Agespisa era uma das empresas que quando assumimos chegamos a apresentar à Assembleia Legislativa a criação de uma autarquia. Ou seja, encerrar os seus serviços aqui no Estado. Isso porque assumimos uma dívida de R$ 700 milhões só da Agespisa. Na época, tínhamos aproximadamente 1,2 milhão de pessoas sem água. A situação era crítica, mas hoje estamos vendo os resultados?, comentou.

Segundo Dias, o trabalho feito na empresa foi determinante para essa mudança de postura e de quadro. ?Hoje temos uma empresa totalmente equilibrada e com sua capacidade de investimento retomada. Além disso, resolvemos problemas como abastecimento de água, desperdício e saneamento básico?, comentou. Para 2011, o governador anunciou uma série de investimentos. ?Com mais receita e com sua capacidade de investimento, vamos poder gerar mais emprego e renda e investir em maior qualidade de vida. Já estamos pactuando, nas próximas etapas, através da Codevasf, com o Ministério das Cidades e através do PAC, uma série de investimentos?, revelou.

Imprimir esta página

Fonte: CCOM