Governo indiano veta comerciais "sexy" para desodorantes

O ministério determinou que as emissoras tirem os anúncios do ar ou os modifiquem em um prazo de cinco dias

Emissoras de TV na Índia foram proibidas de veicular comerciais de desodorantes considerados pelo ministério da Informação "fortemente sexuais".

"Os comerciais trazem uma mensagem que incentiva os instintos libidinosos masculinos", afirmava a notificação do ministério.

Um dos comerciais em questão mostra uma mulher que, ao se deparar com o desodorante, começa a se despir.

Segundo o ministério, os anúncios violam leis indianas pelas quais as operadoras de TV a cabo devem "garantir que a exibição das formas femininas seja feita de dentro das normas de decência e bom gosto".

"Indecente"

Segundo o órgão, as propagandas são "indecentes, vulgares e sugestivas" e retratam as mulheres "com um vigoroso desejo por homens sob a influência dos desodorantes em questão".

"A representação e a forma como são retratadas as mulheres nesse anúncio são fortemente sexuais."

O ministério determinou que as emissoras tirem os anúncios do ar ou os modifiquem em um prazo de cinco dias.

Segundo o órgão que regulamenta as propagandas no país, houve um grande número de reclamações sobre os comerciais nos últimos anos, de marcas como Wild Stone, Addiction Deo e Axe.

No ano passado, um canal de moda foi suspenso por dez dias após exibir uma modelo sem blusa durante um programa.

Fonte: Terra