Governo vai investir R$ 440 milhões para qualificar profissionais

Mais de 300 mil profissionais receberão treinamento até 2013

O Ministério do Turismo vai investir R$ 440 milhões para qualificar 306 mil profissionais até 2013. O objetivo é preparar trabalhadores de diferentes áreas para a Copa de 2014. O Programa Bem Receber Copa foi lançado nesta quinta-feira (29).

Em parceria com cinco associações brasileiras de empresas, o ministério está montando programas educacionais que serão subsidiados pelo governo.

A Abetar (associação de transporte aéreo), por exemplo, vai treinar as empresas aéreas regionais e as terceirizadas que oferecem serviços para aviação. Quem faz o catering (comida para avião) e a limpeza das aeronaves vai participar de aulas para melhorar o atendimento.

Outro objetivo é ampliar de 35 mil para 80 mil o número de vagas em cursos de inglês e espanhol, no programa Olá! Turista, do governo em parceira com a iniciativa privada. Hoje, ele é oferecido em seis capitais, explica Luiz Barretto, ministro do Turismo.

- Temos menos de 50% das vagas ocupadas. Queremos montar o programa nas outras seis capitais que sediarão os jogos da Copa. O treinamento em línguas é fundamental.

As outras quatro entidades parceiras do ministério nesse programa de qualificação são Abrasel (Associação de bares e restaurantes), Abla (de locadoras de automóveis), IBH (de hospedagem) e Abeta (de ecoturismo e aventura).

O ministro afirmou que é fundamental capacitar o trabalhador para que o país não sofra com a falta de especialização durante o evento. Segundo ele, isso vai incentivar o consumo e o bem-estar dos turistas.

- O Brasil não vai ter problemas em 2014 [com falta de atendimento aos estrangeiros].

Barretto lembrou que o ministério já fez parceria com a prefeitura de São Paulo para oferecer aulas de inglês para taxistas.

- Falar inglês pode ser um diferencial para o taxista e aumentar sua competitividade no mercado de trabalho, além de fidelizar clientes.

Cursos profissionalizantes

Uma das associações que fecharam parceria com o ministério, a Abrasel, vai treinar 180 mil dos 306 mil profissionais visados pelo programa. Serão 150 mil trabalhadores em bares e restaurantes e 30 mil ambulantes, como vendedores de picolé.

O presidente executivo da entidade, Paulo Solmucci Júnior, conta que o principal objetivo é reduzir o risco de intoxicação alimentar, segunda maior preocupação do turista que vem ao Brasil. A primeira é a violência.

- A segurança alimentar é muito importante, e é um assunto simples. Lavando bem as mãos é possível diminuir em 90% esse problema.

Somucci detalhou outros pontos que a Abrasel vai abordar com os funcionários das empresas associadas. Um deles é o passeio turístico na cidade que os trabalhadores do setor de serviços devem fazer, para que possam indicar lugares interessantes para comer e visitar.

Também com o apoio da entidade serão instalados postos de informação turística em 600 restaurantes brasileiros. Além disso, os vendedores ambulantes devem ser credenciados e receber orientações. Eles terão cartelas de cores e folhetos de informações em seis línguas.

- Se um alemão quer perguntar sobre compra ou passeio, ele aponta a cor e o ambulante pode indicar onde conseguir informação de qualidade naquele idioma.

As inscrições e seleções para o Bem Receber Copa começam em Brasília a partir de julho. Nas outras capitais que sediarão os jogos, começa em agosto. São elas: São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre, Curitiba, Cuiabá, Manaus, Fortaleza, Salvador, Recife e Natal. Vale lembrar que só trabalhadores empregados podem participar do programa, e as empresas devem procurar diretamente o ministério ou a associação da qual faz parte para inscrever o funcionário.

Fonte: r7