Grávida faz cesariana contra a própria vontade após determinação da Justiça gaúcha

A grávida de 29 anos chegou com fortes dores

A justiça gaúcha determinou que uma grávida fosse submetida a uma cesariana contra a vontade dela por considerar que a mãe e o bebê corriam risco de morrer. A médica que atendeu a paciente fez o pedido.

Segundo o hospital, a grávida de 29 anos chegou com fortes dores e a médica disse que o bebê estava sentado e, como a jovem já tinha passado por outras duas cesáreas, o risco de parto normal era muito grande.


Grávida faz cesariana contra sua vontade após determinação da Justiça gaúcha

A grávida contrariou a recomendação e foi pra casa. A médica, então, acionou o Ministério Público e a Justiça determinou que policias militares buscassem a gravida em casa. Nesta terça-feira (1º), a jovem fez a cesariana e deu a luz a uma menina.

Fonte: r7