Greve de bancários gera grandes filas em agências no PI

Greve de bancários gera grandes filas em agências no PI

A falta de uma sinalização por conta da Federação Brasileira dos Bancos (Febraban) só tem gerado mais adesão ao movimento.

A greve dos bancários chega a sua segunda semana na capital sem nenhuma previsão de retorno e com suas demais agências lotadas de clientes em busca de atendimento rápido nos caixas.

A falta de uma sinalização por conta da Federação Brasileira dos Bancos (Febraban) só tem gerado mais adesão ao movimento. Neste sentido, de um total de 150 agências, 127 estão paradas em todo o Estado do Piauí.

De acordo com José Ulisses, presidente do Sindicato dos Bancários, a última apuração do movimento realizada nesta sexta-feira, dia 21, comprova que até o presente momento o resultado tem sido positivo para a categoria.

?Estamos a cada dia registrando maior aceitação ao movimento. No Piauí, por exemplo, conseguimos até agora uma grande adesão. No entanto estamos abertos a uma negociação a qualquer momento?, explica o presidente.

Por ocasião dos inúmeros transtornos que a população pode vir a passar nestes dias, esta edição do JMN acompanhou ontem, dia 24, mais uma vez, o movimento nas agências e ainda nas loterias e outras redes credenciadas pelos bancos para realização de atividades, inclusive o pagamento de boletos.

Em um dos bancos da cidade, onde a concentração do movimento sindicalista é muito grande, o fluxo de teresinenses estava tranquilo durante uma boa parte da manhã. No local, a população ainda podia contar com a ajuda de estagiários e de um gerente auxiliador.

Em contrapartida, em outra agência, ainda pela manhã, boa parte das pessoas tiveram que enfrentar grandes filas e contar com apenas um auxiliar e um gerente para atendimento.

Segundo o gerente do banco que não quis se identificar, a grande movimentação se deve ao pagamento de beneficiários que já iniciou esta semana.

Mesmo com este intenso fluxo ele ainda frisa que as pessoas que devem fazer depósito ou receber faturas estes dias podem contar com o auxílio dos caixas eletrônicos, sem nenhum transtorno.

Aqueles que preferiram utilizar as loterias ontem já contaram com atendimentos mais rápidos e tranquilos. ?Até agora consegui pagar todas as minhas contas em dia e não cheguei a passar por nenhum transtorno por conta da greve.

Eu também já estou viabilizando outras contas para não não deixar acumular e ter que pagar depois com taxas de juros?, confirma a cuidadora de idosos Maria José Alves.

Fonte: Thauana Cavalcante