Greve na Anvisa não causou falta de medicamentos em THE

Na capital, houve dificuldade na entrega apenas do medicamento Carbamazepina.

Os servidores da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) fizeram greve mês passado , o que ocasionou consequências na área da saúde, prejudicando o diagnóstico e o tratamento de doenças graves.

Segundo matéria veicula dia 22 de agosto, no site do Jornal Nacional, de cada quatro hospitais particulares, três ficaram com os estoques no fim ou com falta de algum remédio. A informação é da associação que representa essas instituições. Outros hospitais e laboratórios do país também enfrentraram problemas.

Na manhã desta segunda-feira (24 de setembro), o presidente da Fundação Municipal de Saúde ? FMS, João Rodrigues, realizou reunião com coordenadores das regionais e diretores de hospitais da rede municipal para tratar do assunto com os gestores.

O saldo da reunião é que, mesmo com a greve na Anvisa, não faltou medicamentos na FMS. ?O que mostra o resultado de um bom planejamento de reposição de estoque", afirma João Rodrigues.

Segundo a coordenadora da Gerência de Assistência Farmacêutica ? Geafa, Márcia Noélia, houve dificuldade na entrega apenas do medicamento Carbamazepina, mas que a entrega já está com data marcada para essa semana. ?Até na próxima quinta-feira estaremos recebendo 800 mil comprimidos e, posteriormente receberemos mais 120 mil?, disse ela.

Fonte: Samara Costa