Greve dos servidores da Eletrobras chega à terceira semana em Teresina

Mesmo após a intervenção do Tribunal Superior do Trabalho, o impasse entre os funcionários e a direção da Eletrobras continua

A greve dos servidores da Eletrobras Distribuição Piauí chega a sua terceira semana sem avanço nas negociações com o Governo Federal. Os grevistas continuam irredutíveis e afirmam que esperam uma contraproposta para que se chegue a um acordo antes que o impasse chegue ao dissídio coletivo.

A última tentativa de negociação aconteceu em Brasília, há mais de uma semana, durante audiência no Tribunal Superior Eleitoral. ?A proposta que o TST apresentou não era bem o que queríamos, mas era o mínimo que podíamos aceitar e o Governo federal simplesmente rejeitou.

Não vamos voltar a trabalhar enquanto não entrarmos em acordo. Estamos aguardando uma contra proposta para que se evite o dissídio coletivo?, disse o presidente do Sindicato dos Urbanitários, Francisco Ferreira.

Ele garante que a população não está sendo prejudicada com a greve, já que todos os serviços essenciais continuam sendo realizados. ?Nossa greve é pacífica e estamos tendo o cuidado de não prejudicar a população, pois nosso objetivo não à atingi-los?, afirmou.

A categoria reivindica reposição da inflação mais 3% de aumento real, o que representa atualmente um índice próximo de 10%. A Eletrobras oferece 6,49%, correspondente ao IPCA-IBGE acumulado de maio de 2012 a abril deste ano.

Também pedem auxílio-educação, revisão no Plano de Cargos, fortalecimento do setor elétrico estatal, extensão de plano de saúde aos aposentados. A data-base é 1º de maio.

Fonte: Pollyana Carvalho