Skatista acusado de estelionato assume o ato: "Fraudei sim"

Estelionato

Atalizado às 16:11

Skatista presta depoimento na Delegacia Geral e é liberado da prisão

Após prestar depoimento na Delegacia Geral da Polícia Civil do Piauí na tarde deste sábado (21), o skatista Zacarias Gondim foi solto pela polícia para responder o processo em casa. O jovem saiu acompanhado do irmão Emanuel Castelo Branco e não quis responder aos jornalistas que se encontravam no local. O delegado Carlos André, afirmou que Gondim disse em depoimento que arrecadou a quantia de R$ 23 mil na campanha promovida nas redes sociais para o tratamento de uma possível leucemia.

O advogado de defesa Fabiano Nogueira, orientou Zacarias e ao seu irmão a permancerem calados e só prestar esclarecimentos para Justiça e disse ainda que o jovem está, de fato, com alguma enfermidade, contudo não confirmou se realmente se trata de lecucemia mieloide aguda, como foi relatado por Zacarias Gondim. O advogado pontuou ainda a grande exposição do seu cliente perante a sociedade o que está afetado o seu psicológico.

O jovem foi liberado pois sua prisão não ocorreu em flagrante. Ele chegou a devolver uma quantia equivalente a R$ 4.950 mil e o seu cartão de crédito do Banco do Brasil, em depoimento o skatista declarou que a conta do Banco Itaú era administrada por outra pessoa. Segundo o delegado, todas as pessoas que depositaram alguma quantia para ajudar na campanha terão o dinheiro devolvido com determinação da Justiça.

Zacarias Gondim vai responder pelos crimes  de estelionato, falsidade ideológica e falsificação de documento público.





Atualizado às 11:54

Jovem acusado de estelionato dá entrada no HUT e assume o ato


O jovem Zacarias Gondim Lins, acusado de estelionatário pela Polícia Civil do Piauí foi internado no Hospital de Urgência de Teresina na manhã deste sábado (21/02), após uma forte crise na noite desta sexta-feira. Segundo a família, Zacarias vomitou sangue e sentiu fortes dores de cabeça e se encontra muito debilitado. Após fazer exames ele foi encaminhado para a delegacia geral do Estado.

O skatista assumiu o ato, e garante que vai pagar pelo que fez. "Foi um momento de desespero, eu não tenho leucemia mas vinha piorando de saúde. O exame deu negativo, mas quando eu vi, a campanha já tinha tomado uma proporção muito grande e não consegui parar, vou responder por tudo isso", afirmou. Ele alegou ainda que as pessoas não precisam se preocupar porque vai devolver o dinheiro a todos que doaram.

O irmão do acusado, Emanuel Castelo Branco, estava no HUT e afirmou que o irmão está sofrendo e bastante doente. De acordo com ele, o jovem fez uma série de exames. Por desespero, o skatista começou uma campanha na internet já preocupado com a saúde, como a campanha se alastrou, ele pegou um modelo de laudo da internet e falsificou. “Por isso ele vai pagar, mas ele não errou, está doente sim”, afirmou.

“Nós vamos pegar todos os exames que ele fez, e mostrar para quem quiser. Nós verificamos a campanha e vimos que até ontem a noite tinha sido arrecadado R$ 17 mil reais, mas não gastamos, só pegamos um pouco para fazer os exames, podemos comprovar”, argumentou o irmão do jovem.

A assessoria do Hospital de Urgência de Teresina confirmou que Zacarias deu entrada no hospital na manhã deste sábado, mas que já deve ser liberado ainda nesta manhã, já que não foi constatado nada.


Hemopi divulga nota afirmando que laudo de skatista sobre doença é falso; acusado está foragido

O caso do jovem Zacarias Gondim Luis, de 20 anos, praticante de skate e natural de Teresina  diagnosticado com leucemia mieloide aguda, um tipo de câncer no sangue, chamou atenção de toda a mídia nesta sexta-feira (20).

Segundo postagens que circulam nas redes sociais, o jovem precisa de uma cirurgia de transplante de medula óssea que é realizada em São Paulo, e não tem condições de arcar com o tratamento. Por isso tem pedido ajuda financeira de pessoas que se sensibilizarem pelo seu caso.

A polícia civil do Piauí informou ao Programa Agora, da Rede Meio Norte, que Zacarias e seus amigos estão praticando estelionato. O Delegado Geral da Polícia  Civil, Riedel Batista participou ao vivo do programa e disse que o inquérito sobre o caso já está aberto.

“A título de esclarecimento médicos informaram que se trata de uma fraude, existem nos documentos que ele apresenta dados inexistentes e assinaturas falsas de médicos. A intenção dele e de alguns amigos é fazer uma pequena fortuna através dessas doações. Eles serão investigados pelo crime de estelionato”, disse Riedel Batista.

O diretor do Centro de Hematologia e Hemoterapia do Piauí (Hemopi), Jurandi Filho, confirmou, através da Assessoria de Comunicação, que o laudo apresentado pelo skatista Zacarias Gondim Lins, 20 anos, é falso. O diretor explicou que o skatista, de posse do encaminhamento, se utilizou das logomarcas do Hemopi e dos dados da médica para forjar o laudo com a leucemia.

O delegado geral de polícia civil, Riedel Batista afirmou que a polícia se deslocou até a casa do skatista, mas ele não foi encontrado, o que faz com que ele se considere foragido. "Nós vamos quebrar o sigilo bancário para saber quanto ele conseguiu arrecadar com toda essa farsa, e quem se sentir lesado deve procurar a delegacia e registrar um boletim de ocorrência", declarou ele.

Confira a nota completa do Hemopi:

O Centro de Hematologia e Hemoterapia do Piauí (HEMOPI) informa que Zacarias Gondim Lins não realizou o exame de Mielograna, como também o laudo médico divulgado pelo mesmo não é desta intuição e nem da médica mencionada.

O HEMOPI confirma que Zacarias Gondim Lins esteve na semana passada nesta unidade de saúde, para uma consulta com a médica Carina Nava de Almeida. Além desta consulta, o único procedimento realizado foi um exame de Hemograma, com resultado dentro da normalidade, portanto sem indicação clínica para realização do exame na rede pública.

No entanto, diante da insistência do paciente, a médica requisitou o exame, que poderia ser feito na rede privada. Portanto, não houve o procedimento de Mielograma no HEMOPI, nem tampouco o retorno do paciente para apresentar o resultado.

Esta foi passagem de Zacarias Gondim Lins pelo HEMOPI.

Sobre o laudo divulgado pelo mesmo, o papel timbrado não corresponde o usado por esta instituição, reafirmando que não foi realizado o procedimento de Mielograma, como citado naquele documento.

Ademais, o HEMOPI está à disposição da Polícia para quaisquer esclarecimentos, disponibilizando os dados cadastrais e o resultado do Hemograma do paciente.

Veja o vídeo:

Fonte: Portal MN