Homem com pressão alta é atendido por ginecologista em São Paulo

Paciente só conseguiu ser medicado depois de três tentativas

Hipertenso, o pintor Avani Pereira procurou a Unidade Básica de Saúde (UBS) do bairro Jardim Três Corações, na Zona Sul de São Paulo. O atendimento médico, entretanto, foi feito por uma ginecologista.

Senão bastasse o fato inusitado, o pintor reclama ainda da dificuldade em conseguir ser atendido: foram seis meses de espera. "Eu tento desde o ano passado uma consulta para poder pegar a receita?, conta Pereira.

A reclamação de Pereira é comum entre os moradores do Jardim Três Corações. Segundo eles, faltam médicos nas AMAs e UBSs da região. Pacientes contam que é preciso esperar meses até que consigam ser atendidos. O bairro tem apenas um posto e atende 30 mil pacientes.

Também na Zona Sul, o aposentado Manoel Araújo espera por consulta há seis meses. Ele não consegue se levantar da cama porque tem atrofia nos músculos. O aposentado conseguiu ser atendido na segunda-feira (3), na AMA do Jardim Icaraí, bairro vizinho onde mora.

Depois de duas horas, Seu Manoel fez exames de sangue e urina. Um outro exame, neurológico, ficou marcado para o dia 17, na mesma AMA. O médico também receitou cinco remédios.

A Secretaria Municipal de Saúde disse as reclamações sobre a AMA do Jardim Icaraí serão devidamente apuradas para que as providências sejam tomadas.

Fonte: g1, www.g1.com.br