Homem acha crack em aparelho de som comprado em bazar

Receita Federal doou aparelho de som apreendido por falta de nota. Órgão afirma que nem todos os produtos são revistados

Um homem comprou um som para carro em um bazar de produtos doados pela Receita Federal, em Quixadá, no Ceará, e encontrou 500 g de crack dentro do aparelho. O vendedor, de 29 anos, que não quer se identificar, disse ter descoberto a droga quando tentou instalar o aparelho no carro.


Homem encontra crack em aparelho de som comprado em bazar

?O mecânico estava instalando. Mas não pegava pen drive, o CD não entrava, não tocava. Até que que decidi abrir?, afirma. Receita diz que o produto foi apreendido por falta de nota e, neste tipo de apreensão, nem todos os produtos são revistados antes das doações.

O vendedor afirma ter comprado o aparelho no evento da Maternidade Jesus Maria José na semana passada. ?Comprei na quarta-feira [5], umas 11h, comprei cuecas, meias e o som por R$ 160,00 com nota fiscal?, disse. Por causa do trabalho, o comprador decidiu esperar até o sábado para fazer a instalação e disse ter ficado assustado com o que encontrou. ?A gente [o comprador e o mecânico] ficou assutado e chamou a polícia?, afirma.

Agora, o vendedor quer ser ressarcido ou receber um novo aparelho de som. O homem procurou os responsáveis pelo bazar e foi informado de que todos os produtos vendidos foram apreendidos pela Receita Federal e doados pelo órgão para o evento. A direção da maternidade se comprometeu a dar um novo aparelho para o cliente.

Receita Federal

A unidade da Receita Federal no Ceará confirma parceria com duas entidades de Quixadá para realizar a ações solidárias. Ela informou que os produtos encaminhados para essas ações, como bazares, são produtos que entraram de forma irregular no país. Ou seja, sem nota fiscal.

Ainda de acordo com a Receita, o grande volume de apreensões deste tipo não permite que todos sejam abertos. O aparelho de som foi apreendido em uma dessas intervenções na cidade de Foz do Iguaçu, por este motivo, a droga não foi descoberta e o produto encaminhado para doação no Ceará.

A Receita Federal explicou ainda que o procedimento de apreensão por tráfico de drogas passa por procedimento diferente e nada é encaminhado para doação. A Polícia Federal de Foz do Iguaçu já foi acionada e deve acompanhar o processo de investigação junto a Polícia Civil de Quixadá.

Fonte: G1