Homem faz cirurgia estética de R$ 15 mil e tem barriga deformada

Durante a cirurgia estavam previstas duas incisões na barriga e duas nas costas.

A Polícia Civil e o Conselho Regional de Medicina (CRM) investigam um cirurgião plástico de Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, que é suspeito de ter cometido um erro durante uma lipoaspiração feita há dois anos. A paciente, que pagou R$ 15 mil pelo procedimento, ficou com a barriga deformada.



Durante a cirurgia estavam previstas duas incisões na barriga e duas nas costas. Porém, quando acordou no pós-operatório, a paciente tinha 11 perfurações pelo corpo.

A vítima disse que tentou fazer um acordo com o médico para ser novamente operada. "Eu tentei de tudo, mas não consegui nada. Eu só consegui que ele me expulsasse do consultório?, declarou a vítima, que pediu para não ser identificada.

Um laudo da polícia científica apontou que a deformidade é permanente e não há como ser corrigida. A mulher está com depressão e passa por tratamento psiquiátrico. ?Ela está muito abalada e não consegue desenvolver atividade profissional", disse o advogado da vítima Thiago Secaf.

O caso foi registrado como lesão corporal gravíssima e é investigado pelo 4º Distrito Policial. ?Nós pretendemos instaurar um inquérito, inclusive com intimação do médico para melhor esclarecimento dos fatos?, afirmou o delegado Samuel Zanferdini.

A denúncia também foi registrada no CRM de Ribeirão Preto. A decisão final pode demorar até três anos, devido ao grande número de processos em julgamento.

O cirurgião plástico foi procurado pela equipe de reportagem, mas não quis falar sobre o assunto.

Fonte: g1.com.br