Apesar de flagra, filho que levou corpo da mãe não confessou ato

Apesar de flagra, filho que levou corpo da mãe não confessou ato

Apesar das imagens, homem ainda não confessou que matou a mãe.

O homem suspeito de matar a própria mãe e colocar o corpo em uma mala deve ser transferido para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de São Vicente, no litoral de São Paulo. O crime aconteceu na madrugada de sábado (26) em uma das principais avenidas de Santos, também no litoral paulista. Câmeras de segurança mostram o momento em que Carlos Macchione de Sampaio, de 39 anos, leva a mala onde colocou o corpo da idosa para a rua. Apesar das imagens, Sampaio não confessou ter matado a mãe.

Desde o dia do crime, o suspeito está preso na cadeia anexa ao 5° Distrito Policial de Santos. A transferência para o CDP de São Vicente deve acontecer na terça-feira (29), já que nesta segunda-feira (28) comemora-se o Dia do Servidor Público em todo o país e não será possível fazer a mudança.

Vídeo

A Polícia Civil divulgou imagens de câmeras de segurança que mostram o momento em que Carlos leva a mala onde colocou o corpo da mãe para a rua. No vídeo, o filho da vítima aparece entrando com a mala no elevador e depois saindo pela porta da frente do prédio, em direção à calçada. Ele abre o portão e, sem se preocupar com o movimento de moradores, deixa o compartimento bem em frente. Depois disso volta, arruma o chinelo e entra novamente.

Problemas psicológicos

Familiares da idosa dizem que Carlos, principal suspeito pelo crime segundo a polícia, veio morar com a mãe há pouco tempo e já apresentava distúrbios psicológicos. Segundo Fernando Casali, sobrinho da vítima, o acusado veio do interior de São Paulo. "Ele estava em Termas de Ibirá. Eu que fui buscar, a pedido da minha tia, há cinco meses", lembra.

Fernando relata ainda que seu primo já havia apresentado sinais de algum distúrbio. "Ele tem problema, não sei qual, mas tem algum desvio psicológico. Com álcool ele ficava violento, mas sempre foi super carinhoso", conclui.

O caso

A Polícia Militar foi acionada por volta das 2h de sábado. A mala foi deixada na porta do prédio e encontrada por um morador de rua, que a abriu e avisou um funcionário do edifício. Ao chegar no local, os policiais deram de cara com a mala onde estava o corpo da idosa.

A perícia foi acionada e encontrou sinais de sangue em algumas partes da vítima. De acordo com informações da polícia, quando as autoridades chegaram em seu apartamento, Carlos abriu a porta já com as mãos na cabeça. No momento da abordagem, ele alegou que estava dormindo e que desconhecia o ocorrido. A polícia investiga agora como a mulher foi morta e por qual motivo.


Homem flagrado levando corpo da mãe dentro de mala será transferido

Fonte: G1