Homem morre atingido com um tiro acidental de pistola em sua residência

Francisquinho, que atualmente reside na localidade Santa Tereza zona rural de Teresina era filho do policial civil Pachico, assassinado nos anos 90 em Campo Maior.

O segurança identificado como Francisco Saraiva Barros, de 37 anos, natural de Campo Maior morreu na madrugada dessa sexta-feira (16), depois de ser atingido por um tiro de pistola disparado acidentalmente nas dependências de sua residência.


Francisquinho, que atualmente reside na localidade Santa Tereza zona rural de Teresina era filho do policial civil Pachico, assassinado nos anos 90 em Campo Maior.

Segundo informações da tia da vítima, Regina Saraiva, o acidente aconteceu quando Fransquinho foi estacionar o carro na garagem e colocou a sua pistola, que é automática, nas pernas enquanto fazia a manobra. Nesse momento a arma teria disparado.

Ele foi socorrido e levado para o HUT, onde passou por cirurgia para a retirada das balas, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.Francisco Saraiva era chefe de segurança da empresa de telefonia Oi em Teresina.

Fonte: JF agora