Homem que matou ex e o pai dela continua perseguição pela família

Polícia recebeu pista de que o criminoso foi até Três Corações em uma Parati branca

O homem de 24 anos que matou o ex-sogro e, em pouco mais de 24 horas, ainda assassinou a ex-namorada, também teria procurado a ex-cunhada, que reside em Três Corações, no sul de Minas Gerais.


Homem que matou ex e o pai dela continua perseguição pela família

De acordo com o delegado regional de Alfenas, onde José Freire sequestrou e matou o ex-sogro queimado, moradores da cidade ligaram para a polícia afirmando que viram o suspeito andando pelas ruas do município à procura da próxima vítima. ?Recebemos a pista de que ele foi visto na cidade e que estava à procura da ex-cunhada, que mora lá. Os denunciantes disseram ainda que ele estava em uma Parati de cor branca. No entanto, não conseguimos localizá-lo?, diz o delegado Celso Ávila.

Segundo Ávila, as buscas por José Freire estão sendo feitas em conjunto com as Polícias Militar e Civil de Paraty, no Rio de Janeiro, onde o jovem matou a ex-namorada. Porém, o paradeiro do criminoso ainda é desconhecido.

? As buscas continuam e, até durante o fim de semana, irão ocorrer normalmente, já que a intenção é prendê-lo o mais rápido possível

Os crimes

O primeiro crime ocorreu em Alfenas, no último domingo (9). Antônio Carlos Bonfim, de 43 anos, foi sequestrado em Três Corações, na mesma região, e levado para a zona rural da cidade. Depois de ter sido amarrado, teve 90% do corpo queimado. A vítima chegou a ser socorrida, mas não resistiu e morreu na última segunda-feira (10), no hospital.

Segundo a Polícia Militar, o suspeito teria prometido matar a ex-companheira, cumpriu a promessa e viajou até Paraty. Na cidade carioca, a ex-namorada do criminoso, Thayná Heloise Alves Bonfim, de 17 anos, foi morta a facadas no bairro Dom Pedro 2º. Antes de fugir entrando em um matagal, o jovem ainda feriu uma outra pessoa.

No dia do crime, a PM de Paraty informou que recebeu um aviso da polícia mineira de que o suspeito estaria a caminho da cidade, mas não conseguiu encontrar a adolescente a tempo.

Antes de ser assassinada, Thayná já tinha registrado três boletins de ocorrência contra o ex-namorado, todos por agressão.

Os militares acreditam que os crimes foram motivados por ciúmes e vingança, já que o suspeito não se conformava com o fim do relacionamento. O pai da menina era contra o namoro.

Reincidente

Essa não é a primeira vez que José Freire é procurado pela polícia. Antes de assassinar a ex-namorada e ex-sogro, o jovem já havia cumpido pena por cárcere privado. O foragido deixou a cadeia há aproximadamente um mês.

Fonte: r7