Homens do Piauí recebem alertas sobre câncer de próstata durante campanha Novembro Azul

Homens do Piauí recebem alertas sobre câncer de próstata durante campanha Novembro Azul

Através do Novembro Azul a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) está procurando conscientizar os homens a respeito do câncer que mais mata pessoas do sexo masculino pelo mundo inteiro

O Piauí está totalmente engajado contra o câncer de próstata, o mais frequente no sexo masculino, ficando atrás apenas do câncer de pele não menaloma. Durante todo este mês, várias atividades estão sendo realizadas a fim de alertar sobre o problema, através da campanha conhecida como Novembro Azul.

A campanha é uma iniciativa do Instituto Lado a Lado pela Vida e da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) . A seccional Piauí da SBU, presidida pelo urologista Giuliano Aita, é a responsável pela campanha no Estado. Segundo ele, por onde a atividade vem sendo desenvolvida durante este mês a receptividade tem sido muito positiva.

“Estamos realizando ações de capacitação e treinamento para as unidades básicas de saúde de vários bairros, como do Poti Velho, Porto Alegre e Regional Leste, e muitas pessoas têm sido uma experiência muito gratificante. Fomos muito bem recebidos e todos participaram ativamente. Creio que sairá um resultado muito bom dessa ação aqui no Estado”, assevera o médico.

Ele diz ainda que outro ponto importante do Novembro Azul no Piauí são as palestras em órgãos públicos, o que potencializa as informações e alerta um público bem mais amplo para a questão da prevenção. “Já passamos pela Associação de Promotores do Estado, de Policiais Rodoviários Dederais, por comunidades evangélicas, entre outros.

Além disso, serão oferecidas palestras a leigos no Hospital São Marcos e no Hospital Universitário. Ou seja, estamos buscando englobar o maior número de entidades e pessoas possíveis, a fim de levar longe toda essas informações”, complementa.

Em Teresina, alguns pontos importantes da cidade receberam também iluminação especial azulada, a exemplo do que acontece com o Outubro Rosa (campanha de prevenção ao câncer de mama que deixa prédios cor de rosa), para lembrar o Novembro Azul. A Ponte Estaiada, um dos maiores pontos turísticos da cidade, é um exemplo da ação.

“Também devemos realizar um evento grande na tarde do dia 23/11, na Potycabana, para distribuição de panfletos e maiores orientações sobre a saúde masculina. Todas essas ações juntas deverão render homens melhor informados e, certamente, contribuirão para reduzir o número de mortes pela doença no nosso Estado”, espera Aita.

Dados sobre a doença no Brasil

Estatísticas apontam que a cada seis homens um é portador da doença. A estimativa é de que, em 2014, 69 mil novos casos sejam diagnosticados, ou seja, a descoberta de um caso a cada 7,6 minutos.

A SBU recomenda que homens a partir de 50 anos procurem seu urologista para discutir a prática e a realização da avaliação. Aqueles com maior risco da doença (história familiar, raça negra) devem procurar o urologista a partir dos 45 anos. Os exames consistem na dosagem sérica do PSA e no exame digital retal, com periodicidade anual.

Esta prática está relacionada à diminuição de cerca de 21% na mortalidade pela doença em estudos de grande porte e longo seguimento.

Clique aqui e curta o Portal Meio Norte no Facebook

 

Fonte: Jornal Meio Norte