Horário de verão atrasará resultado da eleição presidencial

O anúncio oficial do resultado só poderá ocorrer após as 20h, quando todas as urnas tiverem sido fechadas

Com o início do horário de verão no último dia 19, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) estima que o nome do presidente da República para o próximo mandato seja divulgado somente após as 20h de domingo (horário de Brasília), quando for encerrada a votação no Estado do Acre e no extremo oeste do Amazonas.

Isso porque essas regiões têm um fuso com duas horas de diferença em relação a Brasília. Agora, com o horário de verão, o Acre e o oeste do Amazonas estão três horas atrás do horário oficial. Como a votação é encerrada às 17h do horário local em todo o País, quando for 17h no Acre já será 20h em Brasília. Assim, o anúncio oficial do resultado só poderá ocorrer após as 20h, quando todas as urnas tiverem sido fechadas.

No primeiro turno, realizado em 5 de outubro, o horário de verão ainda não estava em vigor, e os resultados começaram a ser divulgados às 19h. Às 19h56, com 91% das urnas apuradas, o TSE já havia computado o resultado matemático que colocava Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB) no segundo turno do pleito.

TSE saberá antes

O TSE estima, no entanto, que o resultado matemático da eleição presidencial deverá ser obtido até meia hora antes do encerramento da votação no Acre e no oeste do Amazonas, a partir das 19h30 de Brasília.

Os números, que estarão chegando a todo momento para as equipes de informática do tribunal, poderão ser passados para os ministros do TSE, que deverão guardar segredo a respeito do nome do vencedor até a divulgação oficial, após as 20h. O tribunal afirma que não haverá vazamento.

Governadores

No Distrito Federal e nos 13 Estados que terão segundo turno para governador (Acre, Amapá, Amazonas, Ceará, Goiás, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraíba, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia e Roraima), os resultados das urnas começarão a ser divulgados logo após o encerramento da votação, às 17h do horário local.

 

Fonte: Terra