HUT realiza pedal noturno para estimular doação de órgãos

"Pedal Noturno pela Vida" acontece nesta terça (27) em Teresina

Responsável pela captação de 65% dos doadores de múltiplos órgãos e 40% dos doadores de córneas em todo o Piauí, o Hospital de Urgência de Teresina (HUT) irá realizar, amanhã, dia 27 de setembro, Dia Nacional da Doação de Órgãos, a segunda edição do seu “Pedal Noturno pela Vida”. Além de chamar a atenção da população para a importância do ato de doar o evento pretende reunir cerca de 400 ciclistas, todos uniformizados com a camiseta do evento e balões coloridos. A concentração será em frente à loja Giro Radical, na avenida Nossa Senhora de Fátima, a partir das 19 horas.

Nos primeiros seis meses deste ano a Comissão Intra Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplantes (CIHDOTT) do HUT realizou 30 captações de córneas e 7 de múltiplos órgãos. Desde 2009 já foram 415 captações de córneas e 58 de múltiplos órgãos. As filas de espera por órgãos no Piauí ainda são extensas. Atualmente existem 140 pessoas na fila de rins e 385 na fila de córneas. No Brasil esses números chegam a algo em torno de 29 mil pessoas esperando por algum órgão ou tecido.

De acordo com Nadja Miranda, coordenadora da CIHDOTT do HUT, os profissionais de saúde ainda enfrentam muita resistência das famílias de potenciais doadores de órgãos. “A doação de órgãos ainda é um tema muito delicado. Muitas famílias tem resistência para tratar sobre o assunto e muitas vidas dependem dessa decisão. Precisamos sensibilizar as pessoas para a importância de um gesto que pode salvar várias vidas”, explicou Nadja.

Para se tornar um doador é preciso que a pessoa comunique a família sobre este desejo, pois a doação só pode ser autorizada pelo familiar de até 2° grau. A recusa dos familiares ainda é a principal causa da falta de doadores.

De acordo com Gilberto Albuquerque, diretor geral do HUT, o trabalho da CIHDOTT é fundamental para que a família se sinta acolhida e amparada em um momento tão doloroso. “Temos profissionais preparados para sanar todas as dúvidas das famílias sobre o processo de doação, para que ao final elas possam tomar uma decisão com segurança e tranquilidade”, destacou o diretor.

Gilberto disse ainda que sempre que a pessoa manifesta seu desejo como doadora de órgãos a família autoriza. “Precisamos sensibilizar a sociedade e tornar a espera, de quem está aguardando na fila por um órgão, menos dolorosa”, finalizou.

Ainda como parte da programação pelo dia Nacional da Doação de Órgãos, profissionais da Comissão Intra Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplantes (CIHDOTT) do HUT irão fazer uma panfletagem, dia 28 de setembro, no Parque Potycabana, a partir das 17 horas. Durante a abordagem os profissionais distribuirão material educativo sobre o tema e explicarão a importância de se auto declarar um doador de órgãos para suas famílias. 

Fonte: Portal MN