Identificados 21 corpos do Voo 447

A Polícia Federal afirma também cinco vítimas foram reconhecidas apenas por exames odontológicos

Mais 21 corpos de vítimas do voo 447 foram reconhecidos, segundo nota divulgada nesta quarta-feira (1º) pela Polícia Federal. O texto diz que a equipe formada por peritos da Polícia Federal e do Instituto Médico Legal de Pernambuco, com o apoio de odontolegistas da Paraíba e auxiliares do Ceará, identificou os corpos de quatro brasileiros e 17 estrangeiros. Entre os brasileiros, estão dois homens e duas mulheres. Entre as vítimas de estrangeiras, estão seis do sexo masculino e 11 do feminino.

A Polícia Federal afirma também cinco vítimas foram reconhecidas apenas por exames odontológicos, oito por meio da análise do DNA, duas pela arcada dentária e impressões digitais e seis pela arcada dentária e DNA. Os trabalhos dos peritos continuam. A PF diz que os nomes não foram divulgados a pedido dos parentes.

O Airbus da Air France transportava 228 pessoas de 32 nacionalidades, entre passageiros e tripulantes. O voo deixou o Rio de Janeiro com destino a Paris no dia 31 de maio às 19h30 (horário de Brasília) e fez o último contato de voz às 22h33. Às 22h48, o avião saiu da cobertura do radar de Fernando de Noronha.

As buscas pelas vítimas foram encerradas na sexta-feira (26). No total, 51 corpos foram retirados do mar. Desses, 35 foram identificados.

Leia a nota, na íntegra:

"Ontem, 30 de junho, a Força Tarefa composta pela Polícia Federal e pela Secretaria de Defesa Social em Pernambuco confirmou a identificação de mais 21 corpos das vítimas do acidente do voo 447 da Air France. Os peritos da Polícia Federal e o IML de Pernambuco, com o apoio de odonto legistas da Paraíba e auxiliares de legistas do Ceará, afirmaram que entre os identificados quatro são brasileiros e 17 estrangeiros. Dos brasileiros, são dois homens e duas mulheres e entre os estrangeiros, seis são do sexo masculino e 11 do feminino.

As 21 identificações confirmadas ontem foram suportadas por meio da análise de impressões digitais, da arcada dentária e também por meio de exames de DNA. Foram cinco vítimas identificadas apenas por exames odontológicos, oito identificadas por meio da análise do DNA, duas pela arcada dentária e impressões digitais e seis pela arcada dentária e DNA.

Conforme acordado, as famílias das vítimas brasileiras e as embaixadas dos respectivos estrangeiros foram avisadas previamente, antes da divulgação à imprensa. Por solicitação dos familiares a identificação das vítimas não será divulgada.

Até o momento, a Força Tarefa identificou 35 vitimas dos 51 corpos encontrados. A Polícia Federal e a SDS continuarão suas atividades até o fim das identificações."

Fonte: g1, www.g1.com.br