Idosa fratura as duas pernas após cair no chão de shopping

Mulher, que tem 72 anos, está internada no Hugo a espera de cirurgia.

A idosa Rosa Angélica da Silva, de 72 anos, fraturou o fêmur das duas pernas após cair enquanto passeava com a filha no Shopping Flamboyant, em Goiânia. A família da mulher diz que ela caiu porque o chão estava molhado. O centro de compras, no entanto, nega a versão.


Idosa fratura as duas pernas após cair no chão de shopping em Goiânia

O acidente ocorreu na última terça-feira (18) e desde então, Rosa está internada no Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo). Parentes gravaram um vídeo com um celular onde é possível ver a idosa deitada com as pernas imobilizadas por talas e faixas.

A estilista Dagma Angélica Brito estava com a mãe no momento da queda. "Foi por causa de um líquido que havia no chão. Ela escorregou e fraturou as duas pernas de imediato", conta.

Segundo a assessoria de imprensa do hospital, o estado de saúde da idosa é considerado regular. Ela aguarda vaga para poder realizar uma cirurgia nos membros.

Preocupada com a situação da mãe, Dagma registrou um boletim de ocorrência no 8º Distrito Policial (DP) de Goiânia na tentativa de que o shopping arque com as despesas do tratamento de sua mãe.

?O Shopping Flamboyant não me deu a assistência que eu esperava como cliente, ou seja, que levasse a minha mãe para um hospital particular para que ela fizesse a cirurgia de imediato, que é o que deveria ter sido feito, e que prestasse a assistência necessária para o reestabelecimento dela?, afirmou.

Em nota, o Shopping Flamboyant informou que dispõe de uma UTI Móvel e que prestou toda assistência necessária à idosa. Ainda segundo o comunicado, logo após o acidente, o local passou por uma perícia e não foi constatado que o piso estava molhado. O centro de compras alega também que as gravações das câmeras de segurança foram consultadas e comprovaram que a queda não está relacionada com nenhuma interferência externa.

Por fim, o shopping explica que oferece atendimento permanente aos seus clientes por meio de uma equipe de brigadistas treinados e equipados para dar socorro nestes tipos de casos.

Fonte: G1