Idoso de 100 anos é decapitado por radicais do Estado Islâmico

A execução ocorreu em Arish, na península do Sinai

Um idoso de 100 anos, foi executado de forma brutal por membros do grupo terrorista. Ele foi levado para o centro de execuções e decapitado diante de uma multidão. 

O xeique Sulaiman Abu Haraz, clérigo Sufi, foi morto após ser acusado de bruxaria. Os muçulmanos sufistas sofrem constantes perseguições, estando sempre sob a mira dos radicais do EI. Para os extremistas, matar pessoas desta crença islâmica é um passaporte para o paraíso.

A execução ocorreu em Arish, na península do Sinai, Egito, onde morava o clérigo.  Ele foi obrigado a sair de casa e, sem nenhum embasamento legal, foi levado por militantes terroristas armados.

Idoso de 100 anos é decapitado por radicais do Estado Islâmico
Idoso de 100 anos é decapitado por radicais do Estado Islâmico


Fonte: Com informações do R7