Idoso passa mal e morre depois de ser amarrado em assalto

Idoso passa mal e morre depois de ser amarrado em assalto

Suspeito foi preso quando voltou para buscar carro dos criminosos.

O representante comercial Aldo Borges, de 79 anos, morreu após ser encontrado desmaiado dentro da casa onde morava no Belém, na Zona Leste de São Paulo. Ele foi rendido por três assaltantes e passou mal na segunda-feira (14). Os criminosos entraram, roubaram a casa e deixaram o homem amarrado e sozinho. Polícia divulgou imagens que mostram a ação dos criminosos.

Borges tinha três filhos e morava sozinho. Amigos contam que todos os dias, às 9h, o representante comercial ia para o escritório onde trabalhava. Segundo a polícia, foi nessa hora que os três criminosos abordaram o representante comercial.

Imagens de câmeras de segurança de uma empresa que fica quase em frente à casa da vítima mostram os assaltantes à espera do representante comercial. Eles estavam em um carro, estacionado atrás do caminhão. Para disfarçar, os suspeitos fingem que o carro está com problemas e levantam o capô.

A rua onde ele morava é movimentada, pois tem muitas empresas e uma faculdade. Em um determinado momento, um homem de camiseta verde sai do carro e segue pela calçada oposta à casa de Aldo. Em seguida, outro homem, de casaco, também sai do carro e atravessa a rua.

As câmeras registram os assaltantes o tempo todo, rondando a casa da vítima. Um dos suspeitos volta para o carro com um saco que parece ser de pão. Quase uma hora depois, segundo a polícia, os criminosos fogem com o carro da vítima.

Aldo era pontual e como não chegou ao escritório, os colegas avisaram a família, que chamou a polícia. Ele foi encontrado amarrado e desmaiado. Aldo foi socorrido, mas morreu no hospital.

Segundo o boletim de ocorrência, a vítima tinha problemas cardíacos e ficou muito nervosa durante o assalto.

O carro dos criminosos ficou para trás. Mais tarde, quando um assaltante voltou para buscar o carro, deu de cara com a polícia.

Ele usava um tênis e um relógio da vítima. Com ele, os PMs encontraram 100 dólares e três notas antigas de R$ 10.

Uma testemunha reconheceu o suspeito preso. Ele tem 33 anos e já tinha sido preso por roubo. O corpo de Aldo Borges vai ser velado na manhã desta terça-feira (15) no Cemitério da Quarta Parada.

Fonte: G1