Igreja aceita cartão de crédito na hora do pagamento do dízimo

Devotos dispõem de até 5 bandeiras diferentes para realizar procedimento

Inovando o sistema de pagamento de dízimo, a Paróquia São Francisco de Assis, no Setor Universitário, em Goiânia, passou a receber, no dia 1º de junho, a décima parte dos salários dos devotos por meio de cartão de crédito. A medida, segundo o pároco frei Carlos Antônio da Silva, foi tomada após pesquisa que apontou que os membros da comunidade são favoráveis ao benefício.

?Os paroquianos têm pedido esse benefício desde o ano passado. Nós fizemos uma pesquisa de satisfação, com 25 questões sobre o atendimento da paróquia em geral, e observamos que principalmente as pessoas com mais de 50 anos preferiam realizar a devolução por meio de cartão, para facilitar?, explica o religioso.

Antes do novo sistema, os devotos realizavam o pagamento do dízimo por meio de carnê. Agora, os fiéis dispõem de até cinco bandeiras diferentes para realizar o pagamento no débito. Para o frei Carlos, o desejo dos devotos da paróquia, implantada na capital goiana há 55 anos, aumentou após um curso de inclusão digital.

?Nós oferecemos um curso de informática para os devotos e, principalmente os de mais idade, despertaram também para esse benefício, pois quase tudo hoje em dia é informatizado. Hoje, ninguém mais sai com dinheiro na rua, até para ir à padaria se usa cartão. Sem contar que os mais idosos, infelizmente, são mais vulneráveis a assaltos. É uma forma mais prática?, afirma o pároco Carlos Antônio.

Novidade

Em 2008, quando dirigia a Paróquia e Santuário Santo Antônio, em Brasília, o frei Carlos também implantou o sistema que permitiu o fiel realizar o pagamento do dízimo com cartão de crédito. ?Lá o sistema foi bem aceito, até porque foram os próprios paroquianos que pediram também?, relata.

Na paróquia de Goiânia, ele ainda não teve uma resposta dos fiéis sobre o novo sistema, pois eles têm até o dia 15 para realizar a devolução da décima parte de seus salários. Procurada pelo G1, a assessoria de imprensa da Arquidiocese de Goiânia informou que é favorável ao novo modo de pagamento de dízimo.

Fonte: G1