Índios do Piauí são reconhecidos nacionalmente, aponta associação

Estima-se que pelo menos três povos indígenas habitam o Estado

Tem índio no Piauí, sim, e ao que parece a lenda institucionalizada nos livros de História dos ensinos fundamental e médio, que diz que os indígenas piauienses foram exterminados está com os dias contados.

É que os povos indígenas do estado estão se articulando e agora têm reconhecimento nacional, como forma de preservar a própria cultura e os costumes.

Agora, as coisas tomaram rumos concretos com assinatura junto à Articulação dos Povos e Organizações Indígenas do Nordeste, Minas Gerais e Espírito Santo.

Segundo Leila Tabajara, presidente da Associação Itacoatiara de Remanescentes Indígenas de Piripiri, pelo menos três povos indígenas habitam o Piauí. E lutando por reconhecimento, ela percorre o Brasil participando de encontros e congressos.

Image title

“O Piauí sempre foi representado, mas agora assinamos a documentação e agora sou coordenadora do Estado da Articulação dos Povos e Organizações Indígenas. Agora que vamos nos articular, vamos desfazer essa história de que não tem índio aqui”, declara Leila Tabajara.

A preservação dos povos e culturas indígenas é fundamental para a manutenção da multiculturalidade presente em todo o Brasil. “Temos artesanato, música e queremos buscar e preservar nossa identidade”, explica.

Em 2011, a Fundação Nacional do Índio (FUNAI) instalou a primeira base de apoio ao indígena da história do Piauí, em Piripiri, após determinação da Coordenação Regional da Funai de Fortaleza, com a Portaria nº 344.

Essa medida foi tomada após a Fundação reconhecer a existência das três tribos mencionadas por Leila: Itacoatiara (em Piripiri), Cariris (Queimada Nova) e Codó Cabeludo (Pedro II). Também existe a expectativa de indentificar novas tribos espalhadas pelo interior do Estado.

Existem pelo menos 3 mil índios no Piauí

O Censo do IBGE já apontava um contigente de índios no Piauí desde 2006, com 2 mil declarados. Ao todo, estima-se que existam 3 mil indígenas espalhados por todo o Piauí, com raízes e costumes distintos.

Além da FUNAI, também está presente no Piauí a Casa de Saúde do Índio (CASAI), mantida pelo Ministério da Saúde e localizada na BR-343, na saída de Teresina.

Mas Leila acredita que é preciso mais para a proteção da cultura indígena no Piauí. "Temos que nos unir para juntar forças e reconquistar nossos direitos", finaliza.

Governo do Estado apoia inclusão do índio

O Governo do Estado do Piauí, através da Fundação Cultural do Piauí (Fundac), quer incluir os povos indígenas. Em abril foi realizada a 13ª Semana dos Povos Indígenas, no Museu do Piauí, com exposições, palestras, mesa-redonda, lançamento de livros e apresentações culturais.

Além da Semana, a Fundac também quer incluir os índios na programação do Festival de Folguedos de 2015, para onde as tribos de indígenas remanescentes do Estado poderão levar seus trabalhos artesanais.

Fonte: Virgínia Santos e Lucrécio Arrais