Inscrições para o edital de literatura de cordel terminam dia 30 de julho

Prêmio contemplará 200 projetos, com investimento total de R$ 3 milhões

Poetas, editores, produtores e pesquisadores que atuam com as culturas populares têm somente mais duas semanas (até o dia 30 de julho) para se inscrever no Prêmio de Literatura de Cordel ? Edição Patativa do Assaré, do Ministério da Cultura. Serão selecionadas 200 iniciativas culturais vinculadas à criação e produção, pesquisa, formação e difusão da Literatura de Cordel e linguagens afins, com premiação total de R$ 3 milhões. São quatro categorias disponíveis e os candidatos podem se inscrever em duas, sendo premiado apenas em uma.

Na primeira categoria, voltada para a Criação e Produção, serão 100 prêmios. Do total, 80 serão destinados a publicações de obra inédita ou reeditada em folheto de cordel, no valor de R$ 7 mil cada. Outros 20 são para produtos artísticos formatados em livro, CD e DVD voltados para a literatura de cordel, xilogravura, repente, cantoria, coco, aboio e embolada no valor de R$ 22 mil cada.

Para a categoria de Pesquisa (dissertações de mestrado, teses de doutorado ou reedição de livros publicados até 30 de maio de 2010) serão contempladas 10 iniciativas, no valor de R$ 25 mil cada.

Outros 50 projetos serão contemplados na categoria de Formação, destinada tanto para a qualificação de profissionais como para a formação leitora do público em geral, através do Cordel (cursos, seminários, oficinas, dentre outras atividades sócio-culturais de caráter educativo). Serão 10 prêmios para a manutenção e ampliação de atividades existentes, no valor de R$ 25 mil cada e outros 40 para projetos novos, no valor de R$ 15 mil cada.

Aqueles que divulgam o cordel e suas manifestações afins também poderão concorrer ao prêmio nesta edição, na categoria Difusão, que beneficiará 40 propostas. Os projetos podem ser em formato de evento (festivais, mostras, de shows e espetáculos, feiras, etc.) ou de produto cultural (como jornais, revistas, programas de rádios e sites, entre outros). Em qualquer um dos formatos, os prêmios serão divididos da seguinte forma: 10 iniciativas existentes (manutenção e ampliação da programação), no valor de R$ 30 mil cada, e 30 novas iniciativas, no valor R$ 20 mil cada.

Fonte: Liliane Pedrosa, Jornal Meio Norte