Estudante é apedrejado até a morte por ser "emo" no Iraque

Estudante é apedrejado até a morte por ser "emo" no Iraque

Listas com outros ameaçados de morte têm circulado em bairros

Mais de 90 estudantes apedrejaram até a morte em Bagdá (Iraque) um outro aluno considerado "emo".

Os jovens extremistas reagiram contra a vítima depois que a Polícia Moral do país emitiu nota no site do Ministério do Interior condenando o "fenômeno emo" entre os jovens iraquianos, noticiou o "Daily Mail".

"O fenômeno Emo, ou culto ao diabo, está sendo acompanhado pela Polícia Moral, que tem a aprovação para eliminá-lo o quanto antes, já que ele está afetando de forma nociva a sociedade e se tornando um perigo. Eles usam roupas estranhas e apertadas e tem fotos com caveiras. E também usam anéis no nariz e na língua, e fazem outras atividades estranhas", escreveu a polícia, dando combustível ao radicalimso religioso.

A denúncia foi feita por um grupo ativista. O nome da vítima não foi revelado.

O deputado Safiyyah al-Suhail afirmou que, recentemente, "alguns estudantes foram presos por usarem jeans americano ou por terem corte de cabelo ocidentalizado".

Fonte: G1