Tradicional Festa da Cerveja de Munique tem início hoje

Tradicional Festa da Cerveja de Munique tem início hoje

Oktoberfest se converteu na mais importante festa popular da Europa.

A Oktoberfest, a tradicional Festa da Cerveja de Munique, teve início neste sábado (18) em meio às comemorações de seu bicentenário.

Remontando ao casamento do então futuro rei da Baviera, Luís I com Teresa von Sachsen-Hildburghausen, em 12 de outubro de 1810, a Oktoberfest se converteu no correr dos anos na mais importante festa popular da Europa.

Até 4 de outubro os carrosseis da época e as corridas hípicas em memória das organizadas na época da corte da Baviera darão um toque de nostalgia a este acontecimento, que também é uma verdadeira peregrinação para os apreciadores de uma boa cerveja.

A loja real, que havia sido deixada de lado em 1913, foi reconstituída para esta ocasião. Também com motivo do bicentenário, seis grandes cervejarias de Munique elaboraram um tipo de cerveja segundo as receitas de séculos passados, para tentar reproduzir o gosto da época.

A receita desta bebida, que só será comercializada durante a celebração, é mantida cuidadosamente guardada no Museu da Festa.

O prefeito Christian Ude inaugura oficialmente os 17 dias de festividades perfurando o primeiro barril de cerveja, um ritual que se mantém intacto há 60 anos.

Dezessete câmeras de vigilância foram instaladas fora das lojas, enquanto que no interior cerca de mil seguranças estão encarregados de manter a ordem.

"Não há uma ameaça concreta, mas uma unidade antiterrorista está pronta para atuar", afirmou Wolfgang Wenger, porta-voz da polícia de Munique, a terceira cidade da Alemanha com 1,6 milhão de habitantes.

Esta festa, representante do folclore bávaro, é organizada desde sua criação no "Theresenwiese", um parque oval de 31 hectares batizado em homenagem à rainha da Baviera, no local onde foi celebrado seu casamento.

Desde os anos 1980, a Oktoberfest recebe uma média de seis milhões de visitantes, 72% dos quais são da região e 19% são turistas estrangeiros, que consomem igual porcentagem de litros de cerveja, segundo a secretaria de Turismo.

Cada um gasta em média 54 euros e assegura assim uma entrada de 830 milhões de euros à cidade.

O preço de uma jarra de um litro de cerveja, o pedido mínimo, custa este ano 8,30 e 8,90 euros.

Em função de que durante sua história foi cancelada 24 vezes - por causa de guerras, epidemias de cóleras ou períodos de forte inflação -, a edição deste ano da Oktoberfest é a de apenas número 177.



Fonte: g1, www.g1.com.br