Acidênte de ônibus deixa 14 mortos na Espanha

Pior acidente de ônibus na Espanha desde 2001 deixa 14 mortos

Pelo menos 14 pessoas de um mesmo povoado morreram no sábado à noite na região de Múrcia, no sudeste da Espanha, no pior acidente de ônibus ocorrido no país desde 2001 - anunciaram as autoridades neste domingo.


Uma investigação já foi aberta para determinar se o veículo trafegava com excesso de velocidade.

Originários de Bullas, uma pequena localidade de 12 mil habitantes, os passageiros voltaram para casa, após uma viagem a Madri. Pouco antes da meia-noite de sábado, o veículo despencou por um barranco de vários metros. O grupo estava a apenas cerca de 50 km de seu destino.

Dez pessoas morreram no local do acidente, a 345 km de Madri. Outros quatro, levados de urgência para diferentes hospitais da região, não resistiram aos ferimentos e também faleceram - informou o governo de Múrcia, acrescentando que ainda há 28 feridos, dez deles em estado grave.

As vítimas voltavam de uma cerimônia religiosa em homenagem a Santa Maravilhas, falecida há 40 anos, em 11 de dezembro de 1974, em um convento próximo à capital, relatou a imprensa espanhola.

O pároco de Bullas está entre as vítimas. Um segundo veículo, que levava metade do grupo, chegou ao destino sem incidentes.

"O motorista foi indiciado por homicídio e por imprudência", afirmou o delegado do governo espanhol em Múrcia, Joaquín Bascuñana, acrescentando que a causa do acidente parece ser "excesso de velocidade".

A imprensa local também menciona um problema no freio do veículo, citando o testemunho de passageiros. Segundo eles, pouco antes do acidente, o motorista teria gritado que os freios não respondiam.

Os testes para verificar se o motorista estava sob efeito de álcool, ou de drogas, deram negativo, completou o delegado Bascuñana.

Uma missa pelas vítimas será realizada na segunda-feira, em Bullas, anunciou o prefeito local, Pedro Chico. De acordo com a Casa Real, os monarcas espanhóis, Felipe VI e Letizia, presidirão o ato.

Esse é o pior acidente de ônibus no país desde novembro de 2001, quando 19 aposentados morreram no sudoeste da Espanha, na região de Huelva. Em outra tragédia, em 6 de julho de 2000, 28 pessoas, adolescentes em sua maioria, morreram em um acidente de trânsito em Sória, no norte.

Clique aqui e curta o Portal Meio Norte no Facebook

 

Fonte: TERRA