Acidente mata CEO da fábrica italiana de chocolates Ferrero

Acidente mata CEO da fábrica italiana de chocolates Ferrero

Pietro tinha 47 anos e estava na África do Sul a trabalho, segundo a companhia.

O italiano Pietro Ferrero, herdeiro e diretor-geral do grupo Ferrero, morreu nesta segunda-feira (18) junto com seu irmão, Gianni, em um acidente na África do Sul, segundo a empresa, gigante do setor de chocolates.

Pietro tinha 47 anos e estava na África do Sul a trabalho, segundo a companhia.

As circunstâncias do acidente ainda não estavam claras.

O grupo é fabricante de marcas renomadas como Nutella, Ferrero Rocher, Kinder e Tic-Tac.

A história empresarial da família Ferrero começou nos anos 1940, na região italiana do Piemonte, quando o patriarca Pietro Ferrero teve a ideia de substituir o cacau por avelãs para preparar um creme, criando a Nutella.

Já sob o comando do filho de Pietro, Michele, o grupo abriu fábricas no exterior.

Michele, hoje com 85 anos, é considerado o homem mais rico da Itália, à frente do premiê e empresário Silvio Berlusconi.

A empresa não entrou no mercado acionário e continua um grupo familiar. Atualmente, fatura cerca de US$ 9,2 bilhões e tem 14 fábricas pelo mundo, com mais de 21.600 empregados.

Fonte: g1, www.g1.com.br