Índia: Após estupro adolescente é encontrada enforcada em árvore

Índia: Após estupro adolescente é encontrada enforcada em árvore

O corpo da jovem de 15 anos foi encontrado ontem pendurado em uma árvore na região de Mishrikh.

Uma adolescente foi encontrada enforcada em uma árvore após ter sido vítima de estupro no estado de Uttar Pradesh, no norte da Índia, onde casos semelhantes também foram registrados nos últimos dias, informou nesta quarta-feira (4) a imprensa local.

O corpo da jovem de 15 anos foi encontrado ontem pendurado em uma árvore na região de Mishrikh.

Anteriormente, de acordo com fontes policiais em declarações à agência Ians, o pai da jovem chegou a registrar uma queixa de estupro da filha.

A vítima teria saído de casa para fazer suas necessidades em uma área próxima e não retornou mais. Na sequência, ela foi encontrada enforcada próxima a sua casa, na cidade de Benipur Majra Sarsai.

O pai vítima denunciou à polícia que um vizinho, identificado como Ramesh, abusava frequentemente de sua filha e, inclusive, teria a ameaçado de morte caso contasse a sua família.

A polícia informou que investiga o caso e que já realizou um exame legista para determinar se a vítima sofreu uma agressão sexual antes de ser enforcada, um crime que se mostra recorrente em Uttar Pradesh.

No último sábado, uma jovem foi estuprada, obrigada a beber ácido e estrangulada até a morte por vários rapazes, enquanto, no último dia 28 de maio, duas primas, de 14 e 15 anos, também sofreram abusos e foram enforcadas em uma árvore por um grupo de homens, um crime que teve uma ampla repercussão internacional e gerou uma intensa polêmica devido às denúncias de inação policial.

Por conta dessa pressão e dos aumentos dos casos, o governo de Uttar Pradesh deu início a um serviço específico de atendimento telefônico às mulheres no estado, o mais povoado do país com quase 200 milhões de habitantes.

Neste caso, segundo as autoridades, o objetivo é fazer com que a Polícia possa atuar com mais agilidade diante de uma denúncia de agressão sexual, além de proteger as vítimas que costumam sofrer ameaças quando denunciam os culpados.

O governo indiano, até o final do ano, também pretende inaugurar centros de atendimento integral às vítimas de violência sexual em todo os estados do país.

Fonte: r7