Adolescentes drogam pais para poder acessar a internet nos EUA

Segundo a publicação, os pais da menina, que mora em Sacramento, Califórnia, Estados Unidos, tinham o hábito de desligar a rede na casa às 22h.

Duas adolescentes - uma menina de 16 anos e outra de 15 - drogaram os pais da garota mais velha para poder acessar a internet, relata o site do jornal The Guardian. Segundo a publicação, os pais da menina, que mora em Sacramento, Califórnia, Estados Unidos, tinham o hábito de desligar a rede na casa às 22h.

Para contornar o toque de recolher, a filha ofereceu-se para pegar milkshakes em um restaurante de fast food. Conforme a polícia, ela colocou um remédio para dormir nas bebidas.

Segundo as autoridades, os pais não beberam tudo porque sentiram um gosto estranho. Apesar da dose menor que o esperado, eles dormiram em uma hora, deixando a rede livre para as adolescentes.

Ao acordar, os pais relataram sintomas semelhantes aos de uma ressaca. Desconfiados, eles compraram um kit de teste de drogas na delegacia de polícia local. Quando o resultado deu positivo, eles voltaram para a delegacia de polícia com sua filha.

O tenente Lon Milka, da polícia Rocklin, que atendeu o caso, disse que os detetives ainda investigam quanto da medicação foi usado no shake. Ele disse que a medicação tinha sido fornecida pela garota que visitava a família.

As meninas foram acusados de deliberadamente colocar um produto farmacêutico em alimentos e conspiração.

A polícia não divulgou para o que as meninas estavam usando a internet.

Fonte: Terra